presente

Especialista em perucas viaja ao Recife para doar prótese a Débora, vítima de acidente de kart

O Fantástico, da Rede Globo, mostrou que o especialista Luiz Crispim confeccionou uma prótese inspirada no antigo cabelo de Débora Dantas, de 19 anos

JC Online
Cadastrado por
JC Online
Publicado em 12/01/2020 às 21:38
Foto: Reprodução/TV Jornal
O Fantástico, da Rede Globo, mostrou que o especialista Luiz Crispim confeccionou uma prótese inspirada no antigo cabelo de Débora Dantas, de 19 anos - FOTO: Foto: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

O especialista em prótese de cabelos naturais Luiz Crispim viajou de São Paulo a Recife para doar uma peruca para Débora Dantas, 19, vítima de acidente de kart, segundo mostrou o Fantástico na edição deste domingo (12).

>> Débora Dantas, jovem que se acidentou em kart no Recife, confirma pedido por Havard em conversa informal com hipermercado

O presente foi entregue na última quinta-feira (9), data em que o paulista chegou à capital pernambucana. Crispim confeccionou uma prótese inspirada no antigo cabelo de Débora, de 19 anos. De acordo com a reportagem do programa da Rede Globo, o especialista ficou comovido com a história da jovem, a quem chamou de inspiração.

"Eu tive a oportunidade de esta história chegar até as minhas mãos, e de um time de profissionais, até cirurgião plástico. É um projeto de muita delicadeza para uma pessoa que teve a perda total dos cabelos", falou ele nas redes sociais. A garota se emocionou ao receber a nova peruca. 

Tratamento interrompido

O Fantástico também falou sobre o entrave que Débora vem tendo com o Grupo BIG, rede que administra o supermercado onde funcionava a pista de kart em que ela foi escalpelada. Na tarde deste domingo, o namorado da garota, Eduardo Tumajan, disse que ela teve o tratamento interrompido. Isto porque a empresa teria parado de custear as despesas médicas de Débora, que estava com uma viagem para São Paulo prevista para o dia 6 de janeiro deste ano, para retirar os pontos no rosto.

Segundo Eduardo, ao entrar em contato com a empresa para questionar sobre a interrupção do tratamento, a resposta foi para que ele procurasse os advogados do Walmart. "A gente vai entrar com um processo contra eles. Pararam o tratamento dela e disseram que só vão continuar (pagando) caso ela isente eles (o Walmart) de qualquer culpa", explicou Eduardo.

Ele afirma que Débora agora está sem as medicações para dor e sem os remédios para a pele. "A pele dela ressaca rápido e isto causa ferida. Ela está sem trabalhar, também estou sem trabalhar, só cuidando dela. O tratamento dela é caro, não está no nosso padrão para conseguir pagar", acrescenta o jovem. Eduardo conta que já está com um advogado e que deve entrar com o processo ainda esta semana. "Todo mundo sabe que eles são tão culpados quanto o kart, porque eles deixavam o kart funcionar sem alvará de funcionamento, no espaço deles um kart ilegal. Não prestaram socorro", completa.

Em resposta, o Grupo BIG, ex-Walmart Brasil, afirmou que "mantém integralmente o seu compromisso de assumir todas as despesas com o tratamento" de Débora, e que a equipe médica responsável pelo caso apresentou o novo cronograma que inclui a realização de 10 procedimentos ao longo deste ano. "O que está sendo questionado, portanto, não é a continuidade do tratamento. Mas o seu pedido para que a empresa arque com os custos da sua ida aos Estados Unidos e outras despesas que extrapolam em muito qualquer relação com a questão médica e saúde dela", disse, em nota.

Relembre o caso

Na tarde do dia 11 de agosto de 2019, Débora Dantas se envolveu em um acidente de kart e teve o couro cabeludo arrancado. A pista em que ela e o namorado, Eduardo Tumajan, se divertiam funcionava em um supermercado de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife.

O casal havia pago R$ 100 para dar 22 voltas na pista, mas, na segunda volta, o cabelo da jovem saiu do capacete e ficou preso ao motor do kart. No mesmo dia, ela foi levada para o Hospital da Restauração, no bairro do Derby, área central do Recife. No dia 12 de agosto, passou por uma cirurgia para a reconstrução do couro cabeludo. No dia seguinte (13/08), a auxiliar de ensino passou por uma nova cirurgia.

Últimas notícias