AÇÕES PARA O CARNAVAL

Celpe e Emlurb explicam ações para segurança no desfile do Galo

Serviços incluem inspeção de linhas e redes, substituição de postes e manutenção na rede de drenagem

JC Online
JC Online
Publicado em 17/02/2017 às 14:42
Foto: Guga Matos/JC Imagem
Serviços incluem inspeção de linhas e redes, substituição de postes e manutenção na rede de drenagem - FOTO: Foto: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

Na manhã desta sexta-feira (17), a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) e a Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) realizaram uma coletiva de imprensa para falar sobre as ações que foram feitas para o período de Carnaval. Segundo a Celpe, foram investidos mais de R$ 5 milhões em ações preventidas, que visam a segurança do folião. Já a Emlurb investiu cerca de R$ 1,4 milhão na recuperação de passeios públicos, revisão da iluminação, manutenção da arborização entre outros serviços. 

O gerente de operações da Celpe, Carlos Eduardo Soares, destacou alguns números das ações efetuadas. Segundo ele, foram removidas mais de 150 situações de risco, que estão ligados, principalmente, a ligações clandestinas. Foram inspecionados 800km de linhas, nos pontos de folia e nos  e redes, além de 50km de fiação convencional que foram substituídos por cabos multiplexados. Houve mais de 60 mil podas de árvores. Em relação ao Galo da Madrugada, a Celpe realizou substituição de postes e podas de árvores em 11 circuitos que atendem o perímetro. No dia do desfile, que acontece dia 25 de fevereiro, 11 equipes de 2, 5 ou 7 pessoas, totalizando 50 profissionais distribuídos nas vias por onde passa o bloco. 

A diretora executiva de manutenção urbana da Emlurb, Marília Dantas, explicou que, até o fim do carnaval, cerca de 100 vias receberão manutenção na rede de drenagem. Os serviços são a limpeza de galerias, a recuperção de abatimentos e reposição de tampas de galerias. A quantidade de lixo que fica depois da festa também foi um tema abordado pela diretora execultiva. Para este ano, estão previstos cerca de 460 toneladas recolhidas. Ano passado, foram 530. Marília Dantas explica que houve essa diminuição porque alguns polos de carnaval foram reduzidos ou descentralizados. 

PUBLICIDADE

Durante a coletiva, o gerente de operações da Celpe, aproveitou para mostrar os comerciais de TV e rádio da empresa, que falam justamente das medidas de segurança necessárias durante o carnaval. Não jogar serpentina na rede elétrica, não subir em árvores e ligar para a Celpe foram algumas das dicas presentes nas duas mídias. Na rádio, o comercial começa a ser veiculado hoje. Na TV, a partir de segunda.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias