Carnaval 2018

Maracatu rural faz a festa em Nazaré da Mata nesta segunda (12)

Trinta e seis grupos de baque solto vão passar pela Praça da Catedral

Da Editoria de Cidades
Da Editoria de Cidades
Publicado em 12/02/2018 às 8:43
FOTO: Heudes Regis/JC IMagem
Trinta e seis grupos de baque solto vão passar pela Praça da Catedral - FOTO: FOTO: Heudes Regis/JC IMagem
Leitura:

Capital estadual do maracatu rural, Nazaré da Mata (distante 67 km do Recife) mantém a tradição e faz a festa do baque solto nesta segunda-feira (12), com a realização do décimo oitavo Encontro de Maracatus Rurais 2018. A programação está marcada para começar às 9h e só termina quando os 36 grupos se apresentarem na Praça da Catedral do município. É dia de ver os caboclos de lança com suas cabeleiras esvoaçantes e golas coloridas bordadas de lantejoulas, que se tornaram uma das figuras mais emblemáticas do Carnaval de Pernambuco.

O secretário municipal de cultura, Flávio Nicetas, diz que o Carnaval de Nazaré deste ano homenageia o centenário do maracatu Cambinda Brasileira e o Mestre Zé Preto, atualmente aposentado, mas que já fez verso em vários maracatus da Zona da Mata pernambucana.

"Homenagear Cambinda Brasileira é festejar a história do maracatu rural, porque o grupo é o mais antigo em atividade ininterrupta no Estado. Além disso, é o único a manter sua sede na zona rural, enraizada na cultura da cana-de-açúcar", diz o secretário.

NAÇÕES

Dos 36 grupos que desfilam nesta segunda-feira, 16 são de Nazaré da Mata e o restante das cidades vizinhas de Aliança, Carpina, Tracunhaém, Buenos Aires, Itaquitinga e outros. "Todos os anos, Nazaré da Mata realiza a festa do maracatu na segunda e na terça-feira, mas o dia mais conhecido é a segunda. Estamos esperando a presença do governador e de sua comitiva, a prtir das 11h, para prestigiar a festa", destaca Nicetas.

Na terça-feira, desfilam mais 47 grupos de maracatus em Nazaré da Mata, totalizando uma festa com 83 nações de baque solto.

 

 

Últimas notícias