EVENTO

Bora Pernambucar no Carnaval agita Cais do Sertão com atrações gratuitas nesta quarta

Além de shows, os foliões poderão contar com serviços de gastronomia, moda, fotografia e artesanato

Katarina Moraes
Katarina Moraes
Katarina Moraes
Publicado em 03/02/2020 às 12:50
Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
Localizado no bairro do Recife, local funciona das 11h às 17h nos sábados e domingos - FOTO: Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
Leitura:

O Bora Pernambucar no Carnaval, evento promovido pelo Governo de Pernambuco, antecipa as festividades de Momo e leva música, cultura popular, moda, artesanato, gastronomia e fotografia ao museu Cais do Sertão, localizado no bairro do Recife, entre os dias 5 a 9 de fevereiro. A proposta das secretarias de Cultura e Turismo do Estado, Fundarpe e Empetur – responsáveis pela programação – é promover a diversidade cultural do ciclo carnavalesco no festival, que tem entrada franca.

Programação

Quarta-feira (5)

A abertura, que será às 19h desta quarta-feira (5), vai começar com um desfile de grifes pernambucanas ao som da DJ Lala K. As marcas e estilistas Aladê, Alice Marinho, Cobogó, Contém Glitter, Colombina, Coreto, Diabo Lôro, Espaço Ventos, Jailson Marcos, Menina dos Olhos, Viva Eterniza e Xuruca Pacheco vão exibir sua produção autoral com temática carnavalesca. No mesmo dia, sobem ao palco o Bloco das Flores e a cantora Ylana Queiroga, acompanhada do grupo Ska Maria Pastora. O show vai contar com a participação de Flaira Ferro.

Quinta-feira (6)

Na quinta-feira (6/2) é a vez do Coco Raízes de Arcoverde - que tem Assis Calixto como Patrimônio Vivo –, do afoxé Alafin Oyó e do cantor Romero Ferro, além do DJ Mozão. 

Sexta-feira (7)

A sexta-feira (7/2) vem com o maracatu de baque solto Cambinda Estrela, o Clube de Bonecos de Seu Malaquias (ambos Patrimônios Vivos do Estado), o Maracatu Nação Pernambuco e o grupo Bongar. O DJ 440, da Terça do Vinil, fecha a noite.

Sábado (8)

A programação do sábado (8/2) começa com o maracatu Nação Porto Rico (baque virado). Na sequência vêm a Tribo Indígena Carijó (Patrimônio Vivo), o músico Gilú Amaral convida Henrique Albino, Nilsinho Amarante, Alex Santana e Jonatas Araújo. Maestro Spok e a Orquestra Recife botam o público para frevar, enquanto a discotecagem da noite fica com Original DJ Copy.

Domingo (9)

No fechamento do evento e Dia do Frevo, domingo (9), uma grande festa toma conta do local: é o Baile do Cais, que vai promover o encontro dos mais importantes bonecos gigantes do Estado, além de homenagear as La Ursas do município de São Caetano.

Começando a partir das 15h, o Baile do Cais terá cortejos de manifestações da cultura popular, como o maracatu Nação Erê, os caboclinhos Sete Flexas Mirim, as Caiporas de Pesqueira, os Papangus de Bezerros, os Caretas de Triunfo, os Tabaqueiros de Afogados da Ingazeira e as La Ursas de São Caetano.

Esses grupos vão preparar o público para o encontro dos bonecos gigantes. Vindos de Belém de São Francisco, os bonecos Zé Pereira e Vitalina serão recebidos pelo Homem da Meia Noite (Patrimônio Vivo). A programação do último dia continua com a apresentação da Orquestra Malassombro convidando Isadora Melo, Rogério Rangel e Vinícius Barros. A última atração do Baile é estrela do Carnaval de Pernambuco Alceu Valença.

Música

O evento vai contar com apresentações de Alceu Valença, Maestro Spok, Romero Ferro, Ylana Queiroga, Gilú Amaral, Flaira Ferro, grupo Bongar e da Orquestra Malassombro, além de Maracatus, Blocos Líricos, Caboclinhos, encontro de Bonecos Gigantes, La Ursas de São Caetano, Caretas de Triunfo, Caiporas de Pesqueira e Papangus de Bezerros. DJs também prometem esquentar o clima: Lala K, 440, Mozão e Original DJ Copy

Gastronomia

Já a ação de gastronomia vai envolver o protagonismo feminino com as gastrólogas Ana Claudia Martins, do Café do Bonde, e Manoelly Vera Cruz, além de Patrícia Sanches, beer sommelière e responsável técnica pela cervejaria local Patt Lou. Todos os cardápios foram executados a partir de uma provocação de ingredientes e insumos tipicamente pernambucanos, e estão harmonizados com rótulos da cervejaria convidada.

Moda e artesanato

No mesmo local, acontece a Expocarnaval, feira criativa com a presença de pequenos e médios produtores de artesanato do Estado, e a feira Todxs na Moda, com designers, estilistas e grifes do mercado de roupas e acessórios de Pernambuco. Os profissionais dos dois segmentos irão comercializar produtos durante os cinco dias do evento, o que torna o local uma boa opção para renovar seu figurino de Carnaval.

Organização

O secretário de Cultura do Estado, Gilberto Freyre Neto, destaca a parceria institucional com a Setur/Empetur como ponto positivo para a materialização do evento. “A decisão de unir a programação de Cultura do Estado com a promoção do Turismo em Pernambuco demonstra a grande integração que o Governo vem promovendo suas ações. Realizar em conjunto um evento desse porte é importante para firmar a política de valorização das nossas manifestações”, conta.

O secretário de Turismo, Rodrigo Novaes, reitera a parceria, destacando ainda a importância de trazer do Sertão o boneco gigante mais antigo do País, o Zé Pereira, justamente no Dia do Frevo, para abrir oficialmente a folia do Estado. “Zé Pereira é um ícone do nosso Carnaval, o pai de todos os bonecos, e foi trazido para a capital pela primeira vez no ano passado. É algo muito simbólico trazê-lo novamente, e justo no Dia do Frevo, que é tão importante para os pernambucanos. Essa parceria com a Secretaria de Cultura foi fundamental para conseguirmos fazer esta festa, que promete ser tão bonita, no Cais do Sertão”, diz.

Para o presidente da Fundarpe, Marcelo Canuto, o evento será uma grande oportunidade para artistas e brincantes do interior circularem pela capital. 

Últimas notícias