Protesto

Pedindo justiça, manifestantes interditam avenida no Janga

A manifestação foi motivada pelo assassinato de Gabriela Conceição Santiago, moradora do local

JC Online
JC Online
Publicado em 17/02/2017 às 21:18
Reprodução do Facebook
FOTO: Reprodução do Facebook
Leitura:

Um protesto reivindicando justiça por Gabriela Conceição Santiago, assassinada nessa quinta-feira (16), interditou a Avenida Cláudio José Gueiros Leite, na entrada do Conjunto Beira Mar, no bairro do Janga, em Paulista, Região Metropolitana do Recife. Ateando fogo a entulhos, o grupo interditou por cerca de uma hora, até que o 17º Batalhão de Polícia Militar foi acionado para cessar a manifestação e os Bombeiros apareceram para apagar as chamas. 

Suspeita de crime passional

Gabriela, professora de educação física, foi morta quando descia de um ônibus e se deparou com um motociclista, que teria vínculos com a mulher e lhe deu um tiro na nuca após uma discussão. A polícia trabalha com a hipótese de crime passional. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Reprodução do Facebook
Nas redes sociais, Gabriela sempre sorridente ao lado de amigos, familiares ou trabalhando - Reprodução do Facebook
Reprodução do Facebook
Nas redes sociais, Gabriela sempre sorridente ao lado de amigos, familiares ou trabalhando - Reprodução do Facebook
Reprodução do Facebook
Nas redes sociais, Gabriela sempre sorridente ao lado de amigos, familiares ou trabalhando - Reprodução do Facebook
Reprodução do Facebook
Nas redes sociais, Gabriela sempre sorridente ao lado de amigos, familiares ou trabalhando - Reprodução do Facebook
Reprodução do Facebook
Nas redes sociais, Gabriela sempre sorridente ao lado de amigos, familiares ou trabalhando - Reprodução do Facebook
Reprodução do Facebook
Nas redes sociais, Gabriela sempre sorridente ao lado de amigos, familiares ou trabalhando - Reprodução do Facebook
Reprodução do Facebook
Nas redes sociais, Gabriela sempre sorridente ao lado de amigos, familiares ou trabalhando - Reprodução do Facebook

Amigos lamentam morte

Em entrevista à Rádio Jornal, Otávio Vasconcelos, amigo da vítima, lamentou: "Quem lembrar da Gabriela vai lembrar dela sempre sorrindo, com alegria, com uma energia muito positiva". Em redes sociais, outros amigos da vítima postaram mensagens de luto. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias