Carnaval 2017

Ônibus vão circular normalmente no Carnaval, garante presidente do sindicato

Paralisação é descartada, mas ônibus poderão ser recolhidos em caso de depredação

JC Online
JC Online
Publicado em 21/02/2017 às 21:05
Igo Bione/Acervo JC Imagem
Paralisação é descartada, mas ônibus poderão ser recolhidos em caso de depredação - FOTO: Igo Bione/Acervo JC Imagem
Leitura:

Os ônibus da Região Metropolitana do Recife (RMR) irão circular regularmente durante o período do Carnaval, entre 24 e 28 de fevereiro. É o que garante Benilson Custódio, presidente do Sindicato dos Rodoviários (STTREPE). Havia um rumor de possibilidade de paralisação, mas foi descartada. "O governo está mostrando que tem um efetivo empenhado na segurança", afirmou.

"Não tem como deflagrar movimento paredista se nem começou o Carnaval". Entretanto, Benilson adverte sobre a possibilidade de veículos serem recolhidos em caso de depredação. "Se o pessoal depredar, vamos recolher os veículos da linha afetada e ela só volta no dia seguinte", contou.

Passeata

Na quinta-feira (23), a classe fará uma passeata, saindo da Praça Oswaldo Cruz, localizada no bairro da Soledade, até a Ponte Duarte Coelho, onde ficará montado o Galo da Madrugada. A intenção do ato é evitar demissão dos cobradores de ônibus, figura que nos últimos meses vem deixado de aparecer dentro dos coletivos. "A gente sabe que não vai ter como acomodar dentro das empresas esse pessoal todo. Tem que haver um meio de que esse pessoal não seja totalmente demitido", relata Benilson.

Em março, oito linhas de ônibus da RMR passarão a circular sem cobradores. O Grande Recife Consórcio de Transportes diz que a retirada destes funcionários se dá em virtude da baixa demanda de usuários, bem como afirma que todo este contingente será reaproveitado em outras funções dentro das empresas a que estão ligados, como a Metropolitana e a Caxangá.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias