Mudança

Duas linhas de ônibus passam a rodar sem cobrador nesta quarta

A medida ocorre devido à baixa demanda de passageiros nas linhas

JC Online
JC Online
Publicado em 01/03/2017 às 9:50
Guga Matos/JC Imagem
A medida ocorre devido à baixa demanda de passageiros nas linhas - FOTO: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

Os passageiros das linhas 042 - Aeroporto (Opcional) e 053 - Shopping RioMar (Opcional) devem começar a fazer o pagamento das passagens apenas com o Vale Eletrônico Metropolitano (VEM) Trabalhador e Comum a partir desta quarta-feira (1º). Isto porque as duas linhas passaram a rodar sem cobradores. A justificativa dada pelo Grande Recife Consórcio de Transporte sobre a retirada dos profissionais é de que as linhas possuem baixa demanda de usuários.

Juntas, as duas transportam 3.600 passageiros diariamente, sendo 3 mil da linha Aeroporto (Opcional) e 600 da Shopping RioMar (Opcional). Deste usuários, 1.600 ainda faziam o pagamento da passagem em dinheiro. Segundo o Grande Recife, a linha 042 roda com 10 veículos, enquanto a 053, com dois.

Mais seis linhas

A partir do dia 12 de março, mais seis linhas de ônibus que rodam no Grande Recife deixarão de circular com cobradores. São elas:  204 - Loteamento Jiquiá/TI Santa Luzia, 222 - Jardim Uchôa, 242 - Pacheco (Floresta), 412 - San Martin (Largo da Paz), 424 - CDU/Torrões (San Martin) e 812 – Sítio Novo (Av. Norte). Nelas, os usuários poderão pagar as passagens com o Vem Trabalhador, Estudante, Livre Acesso e Comum. De acordo com o Grande Recife Consórcio de Transporte, a retirada dos cobradores acontece devido à baixa demanda de usuários. Juntas, as linhas transportam 8.274 passageiros por dia.

O Consórcio afirma que todos os cobradores, das empresas Metropolitana e Caxangá, serão capacitados e remanejados para outras funções. Os cartões VEM podem ser adquiridos nas próprias linhas que ficarão sem cobradores ou no Posto de Atendimento do VEM, que fica na Rua da Soledade, no bairro da Boa Vista, área Central do Recife.

Medida de segurança

Em julho do ano passado, a linha 901 - TI Abreu e Lima/TI Macaxeira começou a rodar sem cobradores, afetando cerca de 6 mil usuários. Na época, o Grande Recife Consórcio de Transporte argumentou que o objetivo da retirada dos cobradores e o pagamento exclusivo pelo VEM tinha como objetivo avaliar se a redução de circulação de dinheiro nos coletivos acarretaria a diminuição do número de assaltos.

Últimas notícias