Greve

Grande Recife autoriza redução de 50% da frota fora do horário de pico

A redução se dá devido à paralisação dos caminhoneiros em todo o País

JC Trânsito
JC Trânsito
Publicado em 24/05/2018 às 11:07
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
A redução se dá devido à paralisação dos caminhoneiros em todo o País - FOTO: Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

atualizada às 14h27

Na tentativa de garantir a volta para casa dos passageiros de transporte público da Região Metropolitana do Recife (RMR) nesta quinta-feira (24), o Grande Recife Consórcio de Transporte autorizou que as empresas reduzam, em até 50%, a frota dos ônibus fora do horário de pico, ou seja, entre as 8h e as 17h. Em entrevista à Rádio Jornal, o presidente da Urbana-PE, Fernando Bandeira, afirmou que, mesmo havendo diminuição em 50% da frota, as empresas só têm estoque de combustível para rodar até este domingo (27).

"O Consórcio informa que a frota de veículos no horário de pico desta manhã, das 5h às 8h, variou de 10% a 30% a depender da operadora. Por fim, o Grande Recife ressalta que essas medidas contingenciais são uma tentativa de prolongar ao máximo possível o serviço de transporte público até a solução definitiva por parte do Governo Federal", diz nota enviada à imprensa pelo Grande Recife. Desde a última segunda-feira (21), os caminhoneiros de todo o País estão em greve contra o aumento do preço do diesel.

Redução da frota

"É melhor ter frota menor do que não ter nada", ponderou Bandeira. Ele acredita que, por conta da crise dos combustíveis e cancelamento de aulas nas universidades e escolas, o fluxo de pessoas nas ruas vai diminuir. "Se considerar que as universidades suspenderam, os colégios também, você vai te rum quadro um pouco melhor. Você veja que nos grandes terminais não tão com muita gente." Ele também disse que, se a greve não encerrar, o combustível dos ônibus só permitirá operação, mesmo que reduzida, até o próximo domingo (27).

Bandeira ainda explicou que as empresas não possuem grande estoque de combustível. "Tem estoque de três dias. O estoque você mantém nas empresas são 3 dias de operação. Essa greve foi anunciada no domingo, as empresas estavam com sua capacidade máxima. Na segunda houve alguma reposição e depois não houve mais. Nós conseguimos abastecimento na segunda, mas ninguém conseguiu mais."

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias