ônibus/metrô

Integração temporal: TI Santa Luzia passa a operar apenas com Cartão Vem

No primeira dia útil da mudança, que teve início no sábado, alguns passageiros ainda estão confusos sobre o procedimento no TI

Adige Silva
Adige Silva
Publicado em 12/08/2019 às 11:24
Notícia
Foto: Arquivo/JC
No primeira dia útil da mudança, que teve início no sábado, alguns passageiros ainda estão confusos sobre o procedimento no TI - Foto: Arquivo/JC
Leitura:

Desde o último sábado (10), o Terminal Integrado de Santa Luzia, no bairro da Estância, Zona Oeste do Recife, está operando em integração temporal com a estação de metrô. Com a mudança, os cerca de três mil usuários que passam diariamente pelo local só poderão entrar nas estações com o uso do Vale Eletrônico Metropolitano (VEM). No primeiro dia útil desde a alteração, usuários se queixam da medida.

Para o coordenador de operações do Grande Recife Consórcio de Transporte, Mario Sérgio Cornélio, as reclamações são naturais. "A gente tem sempre uma reação da população que não está habituada a isso. Mas esse é o 4º terminal integrado que nós fizemos, existe em Cavaleiros, Largo da Paz, Recife e agora aqui, em Santa Luzia", argumenta o gestor.

O esquema da integração funciona da seguinte maneira: o usuário pega o ônibus, por exemplo, utilizando o cartão Vem. Com isso, ele tem até duas horas para descer no TI e entrar na estação do metrô, gratuitamente, apenas validando o Vem na máquina de entrada. O mesmo processo ocorre inversamente, quando o usuário utiliza o metrô com destino ao terminal de ônibus.

Mário Sérgio explicou que o processo só poderá ser realizado em um sentido. Isso quer dizer que ao realizar a integração temporal do metrô para o ônibus, por exemplo, o usuário, que desejar retornar ao metrô, terá que pagar outra passagem.

Distribuição de cartões Vem

Outro questionamento dos passageiros foi a obrigatoriedade do uso do Vem. Pensando nisso, Marco Aurélio afirmou que, desde o dia 29 de julho deste ano, estão sendo distribuídos gratuitamente cartões do modelo Comum, no próprio TI Santa Luzia.

O bilhete pode ser adquirido por qualquer pessoa, mediante cadastro. Para isso, é necessário apresentar documento original com foto, que tenha disponível o nome da mãe e o CPF. O cartão é emitido na hora e é gratuito.

Com o cartão em mãos, o usuário poderá realizar a recarga de passagens em uma das máquinas disponível na estação do metrô ou com operadores que estão realizando o serviço no TI.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias