Mais espaço

Pedestres e vendedores aprovam mudanças no entorno do Mercado de São José

A Prefeitura do Recife realizou intervenções nas laterais Leste e Sul da Praça Dom Vital

JC Online
JC Online
Publicado em 10/10/2019 às 13:58
Foto: Leo Motta
FOTO: Foto: Leo Motta
Leitura:

A proibição da entrada e do estacionamento de veículos, além da retirada do comércio informal do entorno do Mercado de São José, no bairro homônimo, no Centro do Recife, agradou aos pedestres e comerciantes do local. Após denúncia do JC sobre a situação dos arredores do equipamento público, com carros parados até em filas duplas e na contramão, a Prefeitura do Recife realizou intervenções nas laterais Leste e Sul da Praça Dom Vital.

O projeto apresentado pela prefeitura prevê a pedestrianização dos trechos entre as Ruas do Porão e Padre Muniz (lateral Leste) e entre a Padre Muniz e a Rua José do Ribamar (lateral Sul), que contaram com a colocação de gelo baiano ontem, para impedir a passagem e o estacionamento dos veículos. Nas laterais Norte e Oeste do mercado existem 25 vagas de Zona Azul, que não serão modificadas. Outras duas vagas serão criadas para estacionamento de ônibus de turismo, na Rua Dom Vital. A circulação dos motoristas não será alterada.

O aposentado Luiz Henrique Nascimento, de 49 anos, anda pelo entorno do mercado praticamente todos os dias, acompanhado da sua esposa Sueli Silva, de 50 anos, que é cadeirante. Para ele, a mudança foi positiva porque permite uma melhor locomoção. "Estava um inferno andar nesta rua, com os ambulantes e depois os carros. Está bem melhor agora, mas ficará ainda mais quando estiver tudo arrumado. Para passar com minha esposa por aqui eu tinha que dar a volta em três quarteirões", relata.

Para o mecânico José Djalma, de 30 anos, as intervenções permitiram que o mercado fosse visto. "Agora podemos ver a estrutura do mercado, que é muito bonita. Foi muito bom. Já deveria ter feito há muito tempo. Acho que não completa as necessidades do Recife, mas foi positivo. A mudança foi turística, mas ajudou a todos", completa o mecânico.

Estacionamento e comerciantes

As primeiras barracas do entorno do Mercado de São José começaram a ser retiradas em setembro. Os comerciantes foram transferidos para três equipamentos construídos pela gestão municipal: o Centro de Comércio do Cais de Santa Rita, o Anexo do Mercado de São José e o Novo Mercado das Flores. “A cidade quer isso. Fizemos um grande centro de comércio popular e realocamos os trabalhadores da área. Na próxima semana, vamos realocar comerciantes da Rua do Porão e da Travessa do Macedo, completando a primeira etapa no bairro de São José”, afirmou o secretário de Mobilidade e Controle Urbano do Recife, João Braga.

Nesta quarta-feira (9), o Blog MoveCidade publicou matéria mostrando a situação do entorno do equipamento público. Automóveis foram flagrados estacionados por toda parte, em diferentes sentidos e até mesmo em fila dupla, atrapalhando o comércio. “Hoje (ontem) estamos fechando as vias do entorno onde antes estavam os ambulantes. Começamos esse trabalho fechando os locais onde a Emlurb está em obras, mas agora o restante também será fechado. Assim, facilitaremos a continuidade das obras”, afirmou Taciana Ferreira, presidente da CTTU. Até as 20h30 desta quarta, no entanto, nenhuma nova sinalização havia sido colocada no local.

Abandono

A retirada das barracas de ervas medicinais, grãos, cereais, frutas e verduras das ruas que cercam o Mercado de São José certamente abriu espaço para a circulação de pedestres nesse trecho do Centro do Recife. Isso é visível desde da transferência dos vendedores para as novas áreas de trabalho e derrubou os antigos boxes. Mas a remoção dos barraqueiros não abriu apenas caminhos. Ela escancarou o prédio deteriorado do velho mercado, as calçadas quebradas ao seu redor e a situação de abandono da Praça Dom Vital. Inaugurado em setembro de 1875 e representante da arquitetura de ferro do século 19, o mercado encontra-se com paredes externas sujas, venezianas destruídas (madeira e vidro) e placas de identificação avariadas..

Foto: Leo Motta
- Foto: Leo Motta
Foto: Leo Motta
- Foto: Leo Motta
Foto: Leo Motta
- Foto: Leo Motta
Foto: Leo Motta
- Foto: Leo Motta
Foto: Leo Motta
- Foto: Leo Motta
Foto: Leo Motta
- Foto: Leo Motta

Últimas notícias