Manifestação

Motoristas de aplicativo do Grande Recife pedem, em protesto, mais segurança

Desde outubro foram registrados dois homicídios de motoristas de aplicativo na Região Metropolitana do Recife

Mayra Cavalcanti
Mayra Cavalcanti
Publicado em 14/11/2019 às 8:40
Notícia
Day Santos/JC Imagem
FOTO: Day Santos/JC Imagem
Leitura:

Motoristas de aplicativo de transporte realizam, na manhã desta quinta-feira (14), uma manifestação no Grande Recife. Eles se concentraram em frente ao Classic Hall, no bairro de Salgadinho, em Olinda, para pedir mais segurança após mortes de motoristas registradas no Grande Recife. Por volta das 10h, os manifestantes saíram e seguiram pela Avenida Governador Agamenon Magalhães, em direção ao Palácio do Campo das Princesas, no bairro de Santo Antônio, na área Central do Recife, onde, neste momento, se reúnem com representantes do Governo Estado, para entregar a pauta de reivindicações.

Os condutores passaram pela Avenida Conde da Boa Vista e pela Rua da Aurora, para chegar até o Palácio. O trânsito ficou bastante lento nas áreas próximas aos locais onde os manifestantes passaram. De acordo com Thiago Silva, presidente da associação dos motoristas de aplicativo, a categoria vai entregar ao governador Paulo Câmara a mesma pauta que foi entregue em fevereiro desde ano. "Infelizmente, sexto motorista assassinado. Eu olhei a pauta que a gente entregou em fevereiro e nada do que o governo prometeu, ele cumpriu. Hoje a gente vai apresentar esta pauta mais uma vez. Desta vez foi o Eron, mas pode ser o Thiago, pode ser o Pedro, pode ser qualquer pessoa, vítima dessa violência. A gente está clamando por ajuda", relatou, em entrevista à TV Jornal.

Acompanhe o protesto em tempo real no Twitter do JC Trânsito:

Em janeiro deste ano, os condutores já haviam realizado uma manifestação semelhante à desta quinta. Na ocasião, eles saíram em carreata com destino à sede do Governo de Pernambuco, para protestar contra mais de 40 assaltos aos condutores e 4 mortes no mês de janeiro. Nessa quarta-feira (13), um motorista de aplicativo foi encontrado morto no bairro da Várzea, Zona Oeste do Recife. De acordo com a Polícia Civil, o crime aconteceu durante a madrugada na Rua General Polidoro, no bairro da Várzea, na Zona Oeste do Recife. A vítima foi identificada como Eronides Albuquerque da Silva, de 39 anos. A Polícia Civil informou ainda que o homem foi morto a tiros.

Day Santos/JC Imagem
Motoristas de aplicativo de transporte se concentraram para manifestação em frente ao Classic Hall - Day Santos/JC Imagem
Day Santos/JC Imagem
- Day Santos/JC Imagem
Day Santos/JC Imagem
- Day Santos/JC Imagem
Day Santos/JC Imagem
Manifestantes saíram da concentração e seguiram em direção ao Palácio do Campo das Princesas - Day Santos/JC Imagem
Day Santos/JC Imagem
- Day Santos/JC Imagem
Day Santos/JC Imagem
- Day Santos/JC Imagem
Day Santos/JC Imagem
- Day Santos/JC Imagem
Day Santos/JC Imagem
Motoristas de aplicativo de transporte se concentraram para manifestação em frente ao Classic Hall - Day Santos/JC Imagem
Day Santos/JC Imagem
Motoristas de aplicativo de transporte se concentraram para manifestação em frente ao Classic Hall - Day Santos/JC Imagem
Day Santos/JC Imagem
- Day Santos/JC Imagem
Day Santos/JC Imagem
Manifestantes saíram da concentração e seguiram em direção ao Palácio do Campo das Princesas - Day Santos/JC Imagem
Day Santos/JC Imagem
- Day Santos/JC Imagem
Day Santos/JC Imagem
- Day Santos/JC Imagem
Day Santos/JC Imagem
Manifestantes saíram da concentração e seguiram em direção ao Palácio do Campo das Princesas - Day Santos/JC Imagem

Outro caso

Pouco mais de um mês antes, outro motorista morreu após ser esfaqueado dentro do próprio carro no bairro da Torre, Zona Oeste do Recife. De acordo com testemunhas, o homem ainda chegou a descer do veículo com a arma branca cravada no abdômen. A vítima foi identificada como Cleiton Lopes Monteiro, de 38 anos. Cleiton foi levado por moradores para o Hospital Getúlio Vargas, localizado no bairro do Cordeiro, também na Zona Oeste do Recife, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias