Feriadão

Motoristas reclamam de trânsito e falta de fiscalização nas rodovias no pré-feriado de Ano Novo

Buscando por praias no litoral pernambucano, condutores enfrentam dificuldades para chegarem até seus destinos

JC Online
JC Online
Publicado em 27/12/2019 às 18:51
Foto: Alexandre Gondim
FOTO: Foto: Alexandre Gondim
Leitura:

Motoristas que se deslocavam para o litoral Norte e Sul pernambucano, com objetivo de aproveitar feriadão de Ano Novo, encontraram dificuldades ao transitar pelas rodovias do Estado, nesta sexta-feira (27). Lentidão no trânsito, veículos nos acostamentos, falta de fiscalização e de orientadores de trânsito foram as principais queixas dos motoristas.

Leia mais: Operação Rodovida tem início em Pernambuco e segue até o fim do Carnaval

Leia mais: Colisão entre um carro e carreta deixou uma pessoa morta na BR-101, em Jaboatão

Na BR-232, por exemplo, alguns condutores que se deslocavam do interior para o Litoral Norte reclamavam de retenções na via. "O trânsito está péssimo desde o início da BR-232, está muito ruim para dirigir", disse Carlos Federico, 41 anos, que reside em Limoeiro, no Agreste, mas vai passar a virada do ano na capital pernambucana.

Enquanto a reportagem do Jornal do Commercio permaneceu no local, foi possível observar motoristas se arriscando com ultrapassagens perigosas, na tentativa de escapar das retenções da via. Em uma dessas ocasiões, por pouco uma colisão não ocorreu.

Foto: Alexandre Gondim
Trânsito lento irrita motoristas - Foto: Alexandre Gondim
Foto: Alexandre Gondim
Com a falta de fiscalização, condutores comentem irregularidades na pista - Foto: Alexandre Gondim
Foto: Alexandre Gondim
Na tentativa de se livrar do trânsito, condutor faz retorno irregular - Foto: Alexandre Gondim
Foto: Alexandre Gondim
Muitas retenções nas rodovias federais - Foto: Alexandre Gondim
Foto: Alexandre Gondim
Caminhão transita pelo acostamento para evitar trânsito na BR-101 - Foto: Alexandre Gondim
Foto: Alexandre Gondim
Com a falta de fiscalização, condutores comentem irregularidades na pista - Foto: Alexandre Gondim

Já na BR-101, o cenário era semelhante, em direção ao Litoral Sul. Gisele Freitas, 54 anos, advogada, mora em San Martin, na Zona Oeste do Recife, e vai passar o feriadão de Ano Novo em Enseadas do Corais, no Cabo de Santo Agostinho. Ela contou que passou 1h30, saindo de onde mora, para chegar no trecho próximo à fábrica da Vitarella.

"O trânsito está horrível para você se deslocar. Saímos de casa umas 15h30, evitamos passar pela Estrada da Muribeca, que está muito ruim, entramos na BR-101 e nos deparamos com esse engarrafamento terrível", lamentou.

Pouca fiscalização

Mesmo com a Operação Integrada Rodovida ativa desde o feriadão do Natal e com a promessa de atuação até o Carnaval 2020, condutores alegam que não visualizaram fiscalizadores e nem orientadores de trânsito nas estradas. José Gutenberg, 62 anos, aposentado, mora no Espinheiro, Zona Norte do Recife, e passará o feriadão em Maragogi, em Alagoas. Em seu percurso pela BR-101, ele afirma não ter visto equipes de trânsito.

"O pessoal vai sempre pelo acostamento e complica ainda mais o trânsito. Não tem ninguém orientando, não tem ninguém fiscalizando. Com a presença deles, acredito que disciplinaria o trânsito. Ficaria mais fácil", cobrou o aposentado.

A mesma reclamação faz José Moisés, 70 anos, bancário, que transitava pela Avenida Abdias de Carvalho, vindo da BR-232. "Não vi fiscalização alguma por onde andei", relatou.

Os órgãos envolvidos na operação são: Polícia Rodoviária Federal (PRF), Força Nacional de Segurança Pública (FNSP), Operação Lei Seca (OLS), Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), além do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE), do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Corpo de Bombeiros. As ações abrangem o Natal, o Ano Novo, as férias escolares e o Carnaval.

Acidente deixou uma pessoa morta

Na tarde desta sexta, uma mulher morreu após colisão entre um carro e uma carreta, na BR-101, em Jaboatão dos Guararapes, no sentido Interior. A vítima, de 40 anos, faleceu no momento do acidente, segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a vítima dirigia um carro de passeio, quando perdeu o controle do veículo e invadiu a faixa contrária colidindo na traseira de um caminhão cegonha. Ainda segundo a corporação, a vítima estava sozinha no veículo.

Últimas notícias