inquérito

Diretores do Hospital Oswaldo Cruz afastados

Fiscalização realizada pela Controladoria-Geral do Estado detectou problemas no contrato de fornecimento de alimentos no Oswaldo Cruz

Diogo Menezes
Diogo Menezes
Publicado em 07/03/2012 às 9:03
Leitura:

Diante da abertura de inquérito para apurar denúncias de irregularidades na contratação de uma empresa terceirizada responsável pelas refeições servidas a funcionários e pacientes, integrantes da direção do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), ligado à Universidade de Pernambuco (UPE), foram afastados das funções. De acordo com a instituição, a medida, que atingiu Raílton Bezerra, diretor, e Deuzani Leão, vice-diretora, foi tomada por causa de um processo com caráter temporário.

Uma fiscalização realizada pela Controladoria-Geral do Estado detectou problemas no contrato de fornecimento de alimentos no Oswaldo Cruz. O órgão notificou a universidade e uma comissão de sindicância foi formada para apurar os fatos e avaliar se há ou não indícios de irregularidades. Até o fim desse procedimento, o médico Luiz Eduardo Miranda e a enfermeira Maria Inês da Silva assumem os cargos interinamente por 90 dias, podendo ficar por mais 15 dias. A escolha dos nomes foi realizada pelo reitor da Universidade de Pernambuco (UPE), Carlos Calado.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias