grande recife

Mulher grávida e filho de 1 ano morrem em desabamento de casa no Cabo

Vítimas dormiam quando parte da casa caiu. Os dois ficaram soterrados e foram socorridos por vizinhos, mas não resistiram

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 14/06/2012 às 7:15
Foto: Diogo Menezes/JC
FOTO: Foto: Diogo Menezes/JC
Leitura:

Atualizada às 10h

As fortes chuvas que caíram durante a tarde/noite de quarta-feira (13) e a madrugada desta quinta-feira (14) deixaram vítimas na Região Metropolitana do Recife (RMR). No bairro Malaquias, no Cabo de Santo Agostinho, Gleice Ferreira dos Santos, de 20 anos, grávida de cinco meses, o o filho dela, Diogo Gabriel Ferreira de Amaral, de 1 ano, morreram na noite dessa quarta-feira (13), após a residência onde moravam ser atingida por destroços arrastados pela água da chuva. O acidente acorreu por volta das 23h, na Rua 10. Já em Águas Compridas, Olinda, Nicory Cleiciane dos Santos Xavier, 19 anos, morreu após a casa onde morava ser soterrada por uma barreira.

No caso das mortes do Cabo, a Defesa Civil do município disse que a residência foi construída há cerca de dois meses e estava em situação irregular. "A casa foi construída em cima do córrego por onde escoa a água que desce dos morros da região. Infelizmente, devido às fortes chuvas que caem no Grande Recife desde o início da tarde dessa quarta,  a força da água aumentou e trouxe entulhos como lixo e pedaços de madeira. A parede da residência não suportou a pressão provocada pela força da água e do material e acabou desabando", explicou a coordenadora da Defesa Civil do Cabo, Ana Sandra de Arruda. O desabamento foi parcial, apenas o quarto da casa foi destruído.

Veja o vídeo feito pelo fotógrafo do JC Imagem Bobby Fabisak:

As vítimas dormiam em um colchão, no chão do quarto, quando a casa foi atingida. Eles ficaram soterrados e foram socorridos pelos vizinhos para a Unidade de Prontoatendimento (UPA) do Cabo, mas não resistiram e já chegaram sem vida. NO momento do acidente, apenas as duas vítimas estavam em casa - o marido de Gleice, identificado como Diego, não estava em casa porque trabalha à noite.

O pai de Gleice Ferreira, o gari Romoaldo Emídio dos Santos, de 43 anos, que mora em Charnequinha, também no Cabo, foi avisado por telefone sobre o acidente e correu para o hospital. "Estou muito triste. Perdi três vidas", disse o gari, referindo-se à filha, ao neto de 1 ano e ao bebê que Gleice esperava. Ele confirmou que a casa foi construída recentemente, mas disse que a mesma estava localizada ao lado do córrego, e não em cima. "Realmente a casa era bem próximo do córrego. A parede do quarto foi destruída por um tronco de bananeira que foi arrastado pela água", contou o gari.

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
No Cabo, mãe e filho morreram após deslizamento de barreira - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
No Cabo, mãe e filho morreram após deslizamento de barreira - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
No Cabo, mãe e filho morreram após deslizamento de barreira - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Reprodução de mãe e filho que morreram em deslizamento no Cabo - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Homem que tentou resgatar Nicory em Olinda olha, desconsolado. Jovem acabou morrendo - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Deslizamento em Olinda mata jovem de 19 anos. Caso aconteceu em Águas Compridas - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Mulher chora a morte da filha, Nicory Cleiciane dos Santos Xavier, de 19 anos - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Mulher chora a morte da filha, Nicory Cleiciane dos Santos Xavier, de 19 anos - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Corpo de Nicory é retirado dos escombros e aguarda chegada do IML - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Diogo Menezes/JC
Avenida Doutor José Rufino, na Estância, ficou com ponto de alagamento e muita água - Foto: Diogo Menezes/JC
Foto: Diogo Menezes/JC
Avenida Doutor José Rufino, na Estância, ficou com ponto de alagamento e muita água - Foto: Diogo Menezes/JC
Foto: Diogo Menezes/JC
Rua São Miguel, em Afogados, também ficou com ponto de alagamento - Foto: Diogo Menezes/JC
Foto: Diogo Menezes/JC
Rua São Miguel, em Afogados, também ficou com ponto de alagamento - Foto: Diogo Menezes/JC
Foto: Diogo Menezes/JC
Na Avenida Sul, carros passavam com dificuldades - Foto: Diogo Menezes/JC
Foto: Diogo Menezes/JC
Na Avenida Sul, carros passavam com dificuldades - Foto: Diogo Menezes/JC
Foto: Eduardo Machado/JC
Robson Xavier ficou ferido em deslizamento na UR-7, Várzea - Foto: Eduardo Machado/JC

 

OLINDA - O caso de Águas Compridas aconteceu por volta das 3h30. Segundo o Corpo dos Bombeiros, Nicory Cleiciane dos Santos Xavier estava dormindo no momento em que a barreira, de aproximadamente 18 metros, deslizou e acabou destruindo toda a sua casa.

Além de Nicory, que era funcionaria da Mc Donalds do Shopping Tacaruna, a mãe vítima, que não foi identificada, também estava na casa. Ela conseguiu se salvar graças a um guarda-roupa que "segurou" a parede no momento do deslizamento.

Após o ocorrido, pelo menos dez vizinhos tentaram retirar Nicory dos escombros, mas não conseguiram. A jovem só foi encontrada cerca de duas horas e meia depois do deslizamento, por soldados do Corpo de Bombeiros.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o deslizamento ocorreu por volta das 3h30, devido às fortes e intensas chuvas que caem no Grande Recife desde a tarde de quarta-feira (13).

O corpo da atendente ainda encontra-se no local. De acordo com informações do Instituto de Medicina Legal (IML), uma equipe está a caminho.

BARREIRA NA UR/7 - Uma casa no bairro de UR-7, no Recife, foi parcialmente destruída por um deslizamento de barreira na madrugada desta quinta-feira (14). Três pessoas de uma mesma família, sendo um casal e uma criança, ficaram feridas e foram socorridas para a UPA da Caxangá. De acordo com o Corpo de Bombeiros, todos tiveram ferimentos leves e passam bem.

O casal foi identificado como Robson e Tainá. Já o nome do filho do casal é Lucas, 10 anos.

O deslizamento ocorreu por volta das 2h30 desta quinta, na Rua Pelopidas Arroxelas Galvão, próximo ao Terminal de Ônibus de Jardim Teresópolis.  A área do acidente foi isolada pelo Corpo de Bombeiros.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias