Crime

Dia de desordem e destruição em Brejo da Madre de Deus

Incêndios e quebradeira generalizada tomaram conta da cidade por conta da morte de garoto em ritual macabro

Pedro Romero
Pedro Romero
Publicado em 12/07/2012 às 20:19
Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
FOTO: Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Leitura:

BREJO DA MADRE E DEUS – O dia foi de caos ontem no distrito de São Domingos, em Brejo da Madre de Deus, no Agreste. Revoltados com a morte de Flanio da Silva Macedo, 9 anos, assassinado em ritual macabro, moradores da comunidade botaram fogo em pelo menos seis casas de pessoas acusadas de atuar como pai-de-santo. O tumultuo tomou conta do distrito e a polícia não conseguiu conter os atos de vandalismo, que atingiu também pessoas que nada tinham a ver com o a morte da criança. A situação só começou a se normalizar no começo da tarde, com a chegada de reforço policial, inclusive o Batalhão de Choque e dois helicópteros.

Os atos de vandalismo começaram logo cedo, por volta das 7h. Os incêndios aconteceram em sequência e foram causados por centenas de pessoas de todas as idades. Alegando que queriam matar todos os “macumbeiros”, a turba descontrolada tomou as ruas da cidade e incendiou casas em vários bairros.

Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Dia de desordem e destruição em Brejo da Madre de Deus - Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Dia de desordem e destruição em Brejo da Madre de Deus - Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Dia de desordem e destruição em Brejo da Madre de Deus - Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Dia de desordem e destruição em Brejo da Madre de Deus - Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Dia de desordem e destruição em Brejo da Madre de Deus - Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Dia de desordem e destruição em Brejo da Madre de Deus - Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Dia de desordem e destruição em Brejo da Madre de Deus - Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Dia de desordem e destruição em Brejo da Madre de Deus - Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Dia de desordem e destruição em Brejo da Madre de Deus - Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Dia de desordem e destruição em Brejo da Madre de Deus - Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Wenyson Aubiérgio/JC Imagem
Dia de desordem e destruição em Brejo da Madre de Deus - Wenyson Aubiérgio/JC Imagem

 

Uma das primeiras fica localizada na Travessa São João, no centro do distrito de São Domingos. A pequena residência, de um homem identificado apenas como Vavá, teve os móveis retirados e queimados na frente. O fogo também atingiu o imóvel, que ficou parcialmente destruída. “Muita gente invadiu a tocou fogo. Ele usava coisa de catimbó. O pessoal está tocando fogo em todas as casas dos catimbozeiros”, disse o autônomo Jânio Arruda. Segundo populares, o morador já tinha fugido e a casa estava aberta. Um homem foi detido durante o ato de vandalismo.

Enquanto a polícia tentava controlar a situação na Travessa São João, recebeu a informação de que a multidão já estava atacando outra residência, desta vez na Rua Francisco Borba Xavier, conhecida como Rua da Lama. Segundo vizinhos, a dona da casa, identificada apenas como Dona Carminha, de 78 anos, morava no local com o marido. A população não colocou fogo na residência, mas quebrou móveis e objetos, entre eles algumas imagens de santos de candomblé.

Leia mais na edição desta sexta-feira do JC.

Últimas notícias