Baleia Azul

Delegado descarta nono caso de Baleia Azul em Pernambuco

Jovem que tentava saltar de ponte no centro do Recife está com problemas familiares, afirmou o delegado Ademir de Oliveira

JC Online
JC Online
Publicado em 16/05/2017 às 21:34
Foto: Reprodução/TV Jornal
Jovem que tentava saltar de ponte no centro do Recife está com problemas familiares, afirmou o delegado Ademir de Oliveira - FOTO: Foto: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

A Polícia Civil de Pernambuco descartou a possibilidade do jogo Baleia Azul ter feito uma nona vítima no Estado. A nova versão surgiu após uma adolescente de 15 anos conversar com a equipe de psicólogos da unidade especilizada e afirmar que estava passando por problemas pessoais com a família. A garota que apresentava mutilações nos braços, uma delas, inclusive, na forma de uma baleia, foi impedida de pular da Ponte Buarque de Macedo, no Centro do Recife, nessa segunda-feira (15).

Uma coletiva de imprensa deve ser concedida nesta quarta-feira (17) para dar mais detalhes sobre o caso, mas o delegado do Departamento de Proteção à Criança e ao Adolescente, Ademir de Oliveira, adiantou que a jovem não participava do jogo. Os rumores de que ela estaria sendo induzida por outra pessoa surgiu pelo fato da jovem, que mora no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, ter sido encontrada se preparando para saltar da ponte e com marcas de mutilações nos braços.

Nesta terça-feira (16), a jovem prestou depoimento pela segunda vez no DPCA. Acompanhada de conselheiros tutelares e dos pais, a jovem foi ouvida por psicólogos. Os pais da jovem também prestaram depoimento à Polícia Civil.

Entenda o caso

O caso da jovem veio à tona na última segunda-feira, depois que ela foi encontrada por um homem que atravessava a Ponte Buarque de Macedo. Ela estava com os braços feridos e ameaçava pular, mas foi impedida pelo homem. A adolescente foi ouvida na Central de Plantões da Capital e encaminhada para exames no Instituto de Medicina Legal (IML).

Últimas notícias