DHPP

Polícia revela detalhes do crime em que homem matou e enterrou a esposa

Segundo a delegada Gleide Ângelo, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Edelvandro passou aproximadamente 15 dias planejando o assassinato da esposa

Diogo Menezes
Diogo Menezes
Publicado em 25/05/2011 às 11:59
Leitura:

A polícia apresentou, na manhã desta quarta-feira, detalhes do crime em que o gerente de lava jato Edelvandro José Oliveira, 36 anos, matou e enterrou o corpo da esposa, Vanessa da Silva, 22. O crime aconteceu no dia 16 de janeiro de 2010, mas só foi desvendado da tarde de terça-feira, quando a polícia encontrou o corpo. Após matar a companheira com um tiro na cabeça, o acusado enterrou o corpo no quarto do casal, em Cajueiro Seco. Jaboatão dos Guararapes, Grande Recife.

LEIA MAIS - Corpo de mulher morta pelo marido é desenterrado

Segundo a delegada Gleide Ângelo, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Edelvandro passou aproximadamente 15 dias planejando o assassinato da esposa. Ele sempre comentava com um colega que também trabalhava no lava jato sobre o ocorrido. "Ele dizia para o colega que o caso estava se passando com um amigo dele, mas, na verdade, era a sua história. Ele sempre falava que o suposto amigo estava sendo traído e que pensava em matar a mulher", explicou.

Na tarde desta quarta, a polícia vai, juntamente com Edelvandro, procurar a arma utilizada no crime. Segundo o acusado, o revólver calibre 38 foi jogado em um terreno baldio. Após ajudar a localizar a arma, ele vai para o Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e LIma. Ele foi autuado em flagrante por ocultação de cadáver e também vai responder por homicídio duplamente qualificado.

Confira Vídeo com a delegada responsável comentando o crime:

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias