violência

Adolescente morre após briga dentro de escola estadual na Zona Oeste do Recife

Confusão na Escola Estadual Monsenhor Álvaro Negromonte teria começado por conta de um namorado. Menor morreu após levar uma tapa. Ela teria problemas cardíacos

Isabela Lemos
Isabela Lemos
Publicado em 13/12/2011 às 22:25
Leitura:

Uma adolescente morreu, na noite desta terça-feira (13), dentro de uma escola, no Totó, Zona Oeste do Recife. A causa da morte ainda não foi confirmada, mas Joice Fernandes Ribeiro da Silva, 16 anos, passou mal e faleceu depois de brigar com uma colega de sala, Dayane dos Santos, 19 anos, que foi autuada em flagrante. As duas eram alunas do 2º ano do ensino médio da Escola Monsenhor Álvaro Negromonte e teriam brigado por ciúmes: Dayane seria namorada de um amigo de Joice.

Abalados, familiares da vítima ouviram depoimentos de colegas das alunas e afirmam que a morte de Joice pode ter sido provocada por um soco. “Soube que Dayane agrediu minha irmã e ela caiu no chão. Joice era muito magrinha, pode não ter resistido à pancada”, alegou o irmão Jefferson Fernandes. Ela ainda foi levada para a UPA do Curado, mas chegou morta.

Na Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente, Dayane se defendeu: “Estava nervosa e dei uma tapa em Joice, mas não acredito que foi por isso que ela morreu. Soube que tinha problemas de coração. Ela ainda ficou em pé por uns minutos, depois ficou muito pálida e caiu”. O delegado responsável pelo caso, Marcos Pereira autuou a jovem por homicídio qualificado por motivo fútil. “Ela será encaminhada à Colônia Penal Feminina, no Bom Pastor”, afirmou.

Revoltados, moradores da comunidade xingaram Dayane de “assassina” e tentaram agredi-la, mas não conseguiram porque ela saiu da escola escoltada pela polícia. “Essas brigas só acontecem porque não há organização na escola. A diretora e o vice não cumprem horário”, acusou uma aluna. A assessoria de imprensa da Secretaria de Educação informou que vai trabalhar junto à Secretaria de Saúde e à UPA para tentar elucidar o caso. As aulas na unidade foram suspensas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias