Pirapama

Polícia prende acusado de alvejar a tiros e queimar cinco rapazes no Cabo

Investigações também identificaram um segundo elemento, mas que continua sob investigação para ser preso

Milton Raulino
Milton Raulino
Publicado em 19/06/2012 às 8:15
Leitura:

O Delegacia Seccional de Polícia (Desec) do Cabo de Santo Agostinho informou que um dos acusados de alvejar a tiros e queimar o corpo de cinco jovens no dia 7 de abril, na estrada de Pirapama, foi preso na última quinta-feira (14). Autoridades também informaram que já sabem a identidade de um segundo elemento, que está sendo procurado.

De acordo com informações do delegado Helder Tavares, após a ocorrência do crime, a polícia iniciou diligências para encontrar os responsáveis pelo crime. Ainda segundo ele, a população se mobilizou realizando denúncias anônimas, nas quais foram fornecidas pistas para encontrar os acusados.

Dessa forma, a polícia chegou até o nome de Jeferson Rodrigues da Silva, mais conhecido como Chuck. "A medida que o cerco foi se fechando, ele se evadiu do Cabo de Santo Agostinho e foi morar em Caruaru. Nós conseguimos registrar a movimentação e expedimos um mandado de prisão, e a polícia de Caruaru o cumpriu", conta o delegado.

O delegado informa que ainda existe um segundo elemento, identificado como Josivaldo José dos Santos. Embora ele continue foragido, a polícia articula operações para capturá-lo.

O CASO - No início do mês de abril, cinco jovens foram até a estrada de Pirapama encontrar algumas garotas. No entanto, ao chegarem lá, as vítimas foram surpreendidas por um trio que chegou efetuando vários disparos. Em seguida, os acusados atearam fogo nos rapazes. Três deles morreram. Dois ficaram feridos mas conseguiram escapar pois fingiram estar mortos.

Segundo a polícia, não há fortes indícios para justificar a crime. "Provavelmente, o grupo comandado pelo Chuck era responsável pelo toque de recolher na região de Pirapama. Os rapazes moravam na Charneca e certamente não conheciam as regras da localidade e acabaram pagando por isso", explica Helder Tavares.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias