mata norte

Imagens podem esclarecer caso do bebê desaparecido

Polícia solicitou imagens do circuito interno de segurança do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip)

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 17/02/2013 às 22:47
Leitura:

As imagens do circuito interno de segurança do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), nos Coelhos, área central do Recife, são armas da polícia na busca pelo bebê de 18 dias levado de casa, sábado passado (16), em Chã de Alegria, na Mata Norte do Estado. Há esperança de que os equipamentos da unidade hospitalar tenham registrado a presença da mulher, que se chamaria Carla, que se dizia amiga da avó da recém-nascida e esteve na maternidade após o parto.

Os policiais também pretendem analisar vídeos feitos pelos aparelhos de um mercadinho na cidade onde a família e e onde ocorreu o crime. A suspeita teria passado no local no dia em que a criança sumiu.

Uma das iniciativas da polícia para tentar encontrar pistas da mulher e da criança terminou sem resultados. Ontem, a delegada de Vitória de Santo Antão (cidade-polo da região), Danúbia Barbosa, que assumiu o caso durante o plantão de fim de semana, solicitou ao Imip a lista de acompanhantes e visitas. Segundo a delegada, o centro hospitalar, no entanto, informou que não possui esse tipo de registro. 

Durante todo o dia, os policiais fizeram buscas em localidades na região, não informadas para evitar problemas na apuração, mas não tiveram êxito. A partir de hoje, o sumiço da menina será investigado pela Delegacia de Chã de Alegria.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias