documento falso

Estelionatária é presa em flagrante tentando vender terreno no Paiva

Isabel Maciel da Silva pedia R$ 400 mil pelo imóvel no nome de Maria Getilde Ramos Pedrosa

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 26/12/2014 às 12:52
Leitura:

O Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais apresentou nesta sexta-feira (26) a prisão de uma mulher acusada de estelionato, que tentava vender um imóvel no Paiva, Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife (RMR), com documento falso. Isabel Maciel da Silva foi presa na última segunda-feira (22).

Isabel usava um documento com o nome de Maria Getilde Ramos Pedrosa quando tentou vender o terreno. Maria Getilde é a verdadeira proprietária do terreno na Praia do Paiva. A estelionatária negociou o imóvel por R$ 400 mil.

Além do documento de identidade falso, Isabel também usava certidões verdadeiras do terreno. A vítima do estelionato chegou a pagar R$ 160 mil durante a negociação.

Isabel foi presa dentro de uma agência bancária do Bradesco, em Piedade, Jaboatão dos Guararapes, enquanto esperava para realizar o resto da transação. Quando a polícia a abordou, Isabel se identificou com a identidade de Maria.

Isabel Maciel da Silva foi presa em flagrante, autuada e conduzida à Colônia Penal Feminina do Recife.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias