GOE

Polícia prende quatro suspeitos de sequestrar comerciante em Jaboatão

Os quatro homens são suspeitos de sequestrar um comerciante em Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes

Da Editoria de Cidades
Da Editoria de Cidades
Publicado em 25/08/2016 às 12:22
Pedro Alves/JC
Os quatro homens são suspeitos de sequestrar um comerciante em Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes - FOTO: Pedro Alves/JC
Leitura:

A Polícia Civil divulgou nesta quinta-feira (25), na sede do Grupo de Operações Especiais (GOE), no Cordeiro, Zona Oeste do Recife, a prisão de quatro suspeitos de sequestrar e extorquir um comerciante em Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes. O crime ocorreu no último dia 6, mas a família da vítima só comunicou o caso à polícia quatro dias depois. Os sequestradores foram presos na última sexta-feira (19) e ainda há a expectativa de que outras pessoas também estejam envolvidas. Ao menos um suspeito ainda está foragido.

A Polícia não descarta a participação de policiais no crime, por causa do modo de operação dos suspeitos. De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Francisco Océlio, um dos suspeitos, Heverton Vinícius da Silva Sales, 24, conhecido como Babinha, tem um lava jato próximo a uma das lojas da vítima e informou os hábitos diários do comerciante aos sequestradores. A vítima chegava em casa às 22h42 do dia 6, quando foi abordado por três homens encapuzados, que disseram ser da Polícia. Em poucos minutos, um dos suspeitos o imobilizou e algemou, o que foi registrado por câmeras do circuito de segurança da residência do comerciante. Vizinhos notaram a movimentação em frente à casa e acharam que o homem havia sido preso.

“A esposa da vítima, preocupada com o sumiço, ligou para o celular dele e foi informada por um dos suspeitos de que os supostos policiais haviam prendido seu marido por uma compra de carga roubada. Eles pediam uma alta quantia em dinheiro pela liberação do indivíduo, mas a mulher conseguiu apenas ? do valor solicitado”, explicou o delegado. Horas depois da entrega, na madrugada do dia seguinte, os sequestradores libertaram a vítima em Barra de Jangada, também em Jaboatão, e combinaram que, no dia 10, entrariam em contato para receber o restante do resgate.

Quatro dias depois, os suspeitos começaram a pressionar o comerciante, que entrou em contato com a Polícia Civil e ficou sob a proteção do GOE. “No dia 19, prendemos Herverton no bairro de San Martin, Zona Oeste do Recife. Outros dois, Marcelo Francisco da Silva, 33, e Cleyderson Pedro de Lima, 23, foram presos em uma casa em construção em Barra de Jangada, que descobrimos ter sido o cativeiro. O outro suspeito, Willams Silva de Paula, 29 anos, conhecido como Careca, foi encontrado em casa, no mesmo bairro”, explicou Francisco Océlio.

PENALIDADE

Os quatro suspeitos, que foram encaminhados ao Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, e responderão pelos crimes de extorsão mediante sequestro e associação criminosa. As penas, individualmente, podem chegar a até 30 anos. “Também não descartamos a possibilidade de que o grupo já tenha praticado outras extorsões anteriormente”, completou o delegado.

Últimas notícias