TRÁFICO

Psicóloga é presa no Aeroporto do Recife com 11,5 kg de ecstasy

A droga havia sido trazida da Holanda e o destino final seria Florianópolis

JC Online
JC Online
Publicado em 14/10/2016 às 7:36
Foto: Divulgação / Polícia Federal
A droga havia sido trazida da Holanda e o destino final seria Florianópolis - FOTO: Foto: Divulgação / Polícia Federal
Leitura:

Uma psicóloga foi presa na madrugada da quinta-feira (13) no Aeroporto dos Guararapes, no Recife, com 11,5 kg ecstasy. Segundo informações da Polícia Civil, a gaúcha Camila Schaedler Pedroso carregava mais 30,8 mil comprimidos da droga escondidos em duas malas. O destino final seria Florianópolis, em Santa Catarina.

A prisão aconteceu durante a fiscalização de rotina, quando os policiais desconfiaram da psicóloga, que aparentava estar muito nervosa. As bagagens passaram pelo raio-x, e após descobrir um fundo falso, a polícia abriu as malas e descobriu os comprimidos.

As drogas haviam sido trazidas da Holanda e Camila iria receber R$ 40 mil pelo transporte. Ela não deu detalhes sobre o aliciador mas alegou estar com problemas de saúde e o dinheiro obtido com o tráfico seria usado para custear seu tratamento. 

A psicóloga foi presa flagrante e encaminhada para a Colônia Penal Feminina do Recife, onde está sob disposição da Justiça Federal. Se for condenada, a suspeita pode pegar de cinco a 20 anos de reclusão.

Apreensões

Esta é a 7ª apreensão de drogas no Aeroporto do Recife neste ano. Até agora, a polícia já apreendeu sete pessoas, além de um total de 13 kg de haxixe e 7,2 kg de cocaína. Esta foi a primeira e a maior apreensão de ecstasy do ano no Aeroporto.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias