VIOLÊNCIA CONTRA MULHER

Voluntária denuncia ter sido estuprada no Presídio de Vitória

A mulher chegou a ir na delegacia um dia após ser estuprada mas foi mandada de volta para casa

JC Online
JC Online
Publicado em 05/12/2016 às 22:36
Foto: Reprodução / TV Jornal
A mulher chegou a ir na delegacia um dia após ser estuprada mas foi mandada de volta para casa - FOTO: Foto: Reprodução / TV Jornal
Leitura:

Uma mulher que fazia trabalho voluntário de evangelização no Presídio de Vitória de Santo Antão, Zona da Mata do Estado, denunciou ter sido estuprada pelo detento diretor da igreja Assembleia de Deus que funciona no local. Ainda segundo a dona de casa, o crime teria acontecido no dia 26 de novembro. 

Segundo a vítima, além de fazer o trabalho voluntário, ela também ia a cadeia com frequência para visitar o irmão. Numa dessas visitas, a mulher foi conversar com o diretor da igreja quando ele a levou para uma sala e forçou uma relação sexual. Após o crime, a vítima foi embora em estado de choque e não conseguiu prestar queixa.

Na manhã seguinte, a dona de casa chegou para prestar queixa numa delegacia de polícia, mas teria sido desencorajada a prosseguir como Boletim de Ocorrência (B.O.). Ela não foi encaminhada para realizar o exame de corpo de delito no Instituto de Medicina Legal (IML), e foi mandada de volta para casa.

Denúncia

Nesta segunda-feira (5), a vítima procurou a Delegacia da Comissão Especial dos Direitos Humanos para denunciar o caso. Ainda de acordo com a dona de casa, o irmão dela está sendo ameaçado pelo suspeito.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias