VIOLÊNCIA

Jovem baleado por PM em Itambé piora e volta à respiração mecânica

Capitão da PM ordenou que soldado atirasse contra a vítima durante manifestação por mais segurança no município

JC Online
JC Online
Publicado em 28/03/2017 às 13:10
Reprodução/Vídeo
Capitão da PM ordenou que soldado atirasse contra a vítima durante manifestação por mais segurança no município - FOTO: Reprodução/Vídeo
Leitura:

O jovem Edvaldo da Silva Alves, de 19 anos, que foi baleado no último dia 17 por um policial militar, no município de Itambé, Zona da Mata, voltou a apresentar piora no estado de saúde e respira por meio de aparelhos na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Miguel Arraes, em Paulista. A vítima foi atingida uma bala disparada por um PM durante uma manifestação por mais segurança no município da Itambé.

De acordo com o boletim médico divulgado nesta terça-feira (28), Edvaldo, além de respirar com a ajuda de aparelhos, está tratando de infecções associadas à gravidade do ferimento que apresenta. As visitas ainda estão restritas à família e um novo boletim médico só deverá ser emitido nesta segunda-feira (3).

Edvaldo está internado na unidade hospitalar desde o último dia 17.

 

Baleado por PM

No vídeo, gravado por manifestantes que assim como Edvaldo participavam do ato contra a violência no município da Zona da Mata, é possível ver o momento em que um capitão da PM ordena que um outro policial efetue o disparo de bala de borracha contra a vítima. “É esse que vai levar o tiro primeiro?”, diz; enquanto na sequência o soldado atira contra Edvaldo.

SDS

Um inquérito policial foi instaurado pela Secretária de Defesa Social (SDS) para apurar o caso. Os PMs foram retirados das funções de policiamento ostensivo até conclusão da investigação. O episódio envolveu dois oficiais e um soldado da 3ª Companhia de Policiamento de Goiana, cidade vizinha a Itambé.

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias