Operação 241

Ministério Público investiga esquema interestadual de pedofilia

A ação foi deflagrada pelo Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco) pelo MP de Goiás

JC Online
JC Online
Publicado em 30/05/2017 às 14:08
Foto: JC Imagem
A ação foi deflagrada pelo Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco) pelo MP de Goiás - FOTO: Foto: JC Imagem
Leitura:

Teve início nesta terça-feira (30) a Operação 241 que investiga crimes de prostituição infantil e pedofilia. A ação foi deflagrada pelo Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco) do Ministério Público de Goiás (MPGO), que inicialmente monitorava casos no Centro-Oeste do País.

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) foi acionado de forma colaborativa para cumprir o mandado de busca e apreensão no bairro de São Gonçalo, em Petrolina, no Sertão do estado. A ação aconteceu na casa de um adolescente de 17 anos suspeito de participar de uma rede de pedofilia. No local foram apreendidos celulares e mídias digitais.

O adolescente aceitou ir à sede das Promotorias de Justiça de Petrolina, junto com a mãe, para prestar mais esclarecimentos à equipe do Gaeco de Pernambuco. De acordo com a equipe do MPPE, o menor foi liberado e o material apreendido será encaminhado ao Gaeco do MPGO para a continuação das investigações.

Prisão

Em Jaboatão a Polícia Civil prendeu um suspeito de aliciar e assediar uma criança de 11 anos nesta terça-feira (30). Danilo Farias da Silva, de 22 anos, foi preso em flagrante no bairro de Sucupira na última sexta-feira (26) e confessou o crime. Ele havia marcado um encontro com a criança através de uma rede social, mas a polícia por meio de investigação foi até o local autuando o suspeito em seguida.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias