Mata Norte

Polícia procura suspeitos de assalto à agência dos Correios de Goiana

Visando a prisão dos suspeitos, a PF vai disponibilizar imagens das câmeras de circuito interno para que a população possa fazer denúncias.

JC Online
JC Online
Publicado em 30/05/2017 às 8:40
Foto: Divulgação / Polícia Federal
Visando a prisão dos suspeitos, a PF vai disponibilizar imagens das câmeras de circuito interno para que a população possa fazer denúncias. - FOTO: Foto: Divulgação / Polícia Federal
Leitura:

Após realizar as primeiras investigações e perícia na agência dos Correios de Goiana, na Zona da Mata Norte, que foi alvo de bandidos nessa segunda-feira (29), a Polícia Federal está disponibilizando nesta terça-feira (30) as imagens das câmeras de circuito interno para que a população possa fazer denúncias e colaborar com a identificação e localização dos suspeitos. A mesma agência tinha sido assaltada em julho de 2013 e em fevereiro de 2012.

De acordo com a PF, testemunhas foram ouvidas a fim de que possam subsidiar as investigações que estão em andamento. As investigações vão prosseguir, no sentido de identificar, localizar e prender todos os integrantes da quadrilha de assaltantes. Qualquer informação que possa levar à captura e identificação de toda a quadrilha pode ser feita por meio do Disk-denúncia pelo número 3421-9595. A polícia reforça que preserva pelo anonimato de todos que colaborarem com as investigações.

Relembre o episódio

O assalto à agência dos Correios do Centro de Goiana, situada na Travessa Duque de Caxias, 584, ocorreu por volta das 7h27 dessa segunda-feira (29). De acordo com a Polícia Federal, um dos suspeitos estava armado e rendeu o gerente e alguns funcionários que estavam chegando no local para trabalhar.

A Polícia Militar de Pernambuco foi acionada e chegou ao local cinco minutos depois do crime. Ao adentrar a agência, os policiais militares constataram que os suspeitos já haviam escapado. Foram feitas algumas incursões na área, porém, não conseguiram prender ninguém. Ao tomar conhecimento do caso, a PF deslocou uma equipe para o local.

Ainda conforme a PF, a investida durou cerca de 42 minutos e contou com a participação direta de pelo menos dois assaltantes. Durante a ação, os homens levaram os valores existentes no cofre, que não foram divulgados, bem como a arma do vigilante, um revólver calibre 38. A polícia trabalha com a hipótese de que um terceiro comparsa com um veículo estaria esperando os outros suspeitos do lado de fora da agência para dar cobertura para a fuga.

Estatísticas

A Polícia Federal ainda divulgou nesta terça-feira (30) um balanço das prisões relacionadas a investidas nos Correios e na Caixa Econômica Federal. Em 2016, 44 assaltantes foram presos e sete quadrilhas desarticuladas. Já em 2017, quatro suspeitos foram presos e uma quadrilha desarticulada.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias