Pêsames

PM emite nota de pesar por sargento morto em Olinda

O sargento foi baleado na tarde de ontem após troca de tiros. Ele investigava uma residência suspeita de ser ponto de tráfico de drogas em Ouro Preto.

JC Online
JC Online
Publicado em 15/06/2017 às 14:34
Foto: Reprodução / Site Cemitério Memorial Vale da Saudade
O sargento foi baleado na tarde de ontem após troca de tiros. Ele investigava uma residência suspeita de ser ponto de tráfico de drogas em Ouro Preto. - FOTO: Foto: Reprodução / Site Cemitério Memorial Vale da Saudade
Leitura:

A Polícia Militar de Pernambuco recebeu na manhã desta quinta-feira (15) a notícia do falecimento do segundo sargento Ricardo Sales dos Santos, de 40 anos, que foi alvejado ontem por dois suspeitos após realizar investigação em uma residência no bairro de Ouro Preto, em Olinda, no Grande Recife. Em decorrência dessa fatalidade, a corporação emitiu uma nota de pesar, declarando que "manifesta solidariedade a seus familiares e amigos".

O sargento era lotado na Radiopatrulha e tinha 18 anos de serviço, de acordo com informações da polícia. Ele estava internado desde o ocorrido no bloco cirúrgico do Hospital da Restauração (HR), situado no Derby, área Central do Recife, mas não resistiu aos ferimentos e morreu por volta das 6h30 desta quinta. O sepultamento está marcado para as 17h no Cemitério Memorial Vale da Saudade, em Cruz de Rebouças, no município de Igarassu, Região Metropolitana do Recife.

Relembre o caso

O sargento e o cabo Ismaldo Ferreira da Silva, de 49 anos, estavam realizando buscas em uma residência localizada na rua Golfinho, pois existia a suspeita de que a casa funcionava como ponto de tráfico de drogas. Na localidade, os policiais já foram recebidos com tiros disparados por dois homens. Após troca de tiros, os PMs foram socorridos por volta das 14h para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Cidade Tabajara. Os suspeitos permanecem foragidos.

Além dos dois homens, três mulheres são suspeitas de envolvimento no caso. Elas estavam dentro da residência no momento do crime, foram detidas e encaminhadas à Delegacia de Peixinhos, onde prestaram depoimento. Na casa, foram apreendidas pela polícia duas armas de fogo, uma motocicleta e uma tornozeleira eletrônica. Devido à apreensão da tornozeleira, o endereço de um dos suspeitos já foi descoberto pela polícia. O caso será investigado pelo delegado Eronides Menezes, titular da Delegacia de Peixinhos.

Estado de saúde do cabo

Da UPA, cada um dos PMs foi transferido para um hospital, Ricardo foi para o HR, com ferimentos mais graves, e Ismaldo para o Hospital Miguel Arraes (HMA). De acordo com a assessoria do HMA, o estado de saúde do cabo é considerado grave, mas estável e sem previsão de retirada da ventilação mecânica. Ele foi internado por volta das 14h45 de ontem com duas perfurações à bala, foi submetido à cirurgia e encontra-se na UTI respirando com a ajuda de aparelhos.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias