CRIME

Suspeitos de matar policial do GOE são presos

Em depoimento, um dos envolvidos alegou que não sabia que a vítima, assassinada nessa terça-feira (27), era policial

JC Online
JC Online
Publicado em 30/06/2017 às 9:55
Foto: Reprodução
Em depoimento, um dos envolvidos alegou que não sabia que a vítima, assassinada nessa terça-feira (27), era policial - FOTO: Foto: Reprodução
Leitura:

Dois homens suspeitos de matar um policial do Grupo de Operações Especiais (GOE) no Curado II, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, foram presos na noite dessa quinta-feira (29) no município de São Lourenço da Mata. Gilson Manoel da Silva, de 19 anos, e Rodolfo Lourenço Barbosa dos Santos, de 20, estavam escondidos em uma casa alugada.

Em depoimento, um dos envolvidos alegou que não sabia que a vítima era policial. Para o delegado Guilherme Caraciolo, que comanda a investigação, o crime se tratou de um latrocínio - roubo seguido de morte.

Durante a prisão dos suspeitos, Rodolfo foi atingido com um tiro na perna e está custodiado no Hospital da Restauração, na área central do Recife. O veículo utilizado no crime foi encontrado incendiado às margens da BR-108, em Paudalho, na Zona da Mata. O terceiro envolvido no assassinato do policial continua foragido.

Vídeo

O policial do GOE, Carlos Eduardo, foi morto na noite dessa terça-feira (27). Ele estava de folga e caminhava pela avenida Leonardo da Vinci, no bairro do Curado Dois, em Jaboatão dos Guararapes, quando foi assassinado. Imagens de uma câmera de segurança de um estabelecimento comercial mostram quando homens param um carro na via e atiram contra o policial.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias