Pirataria

Pirataria: polícia apreende mais de mil caixas de bluetooth pirateadas

As mercadorias estavam sendo vendidas em lojas do Centro do Recife. Pirataria foi denunciada pela empresa fabricante do produto

Da Editoria Cidades
Da Editoria Cidades
Publicado em 14/07/2017 às 12:33
Foto: Felipe Jordão
As mercadorias estavam sendo vendidas em lojas do Centro do Recife. Pirataria foi denunciada pela empresa fabricante do produto - FOTO: Foto: Felipe Jordão
Leitura:

A Delegacia de Crimes contra a Propriedade Imaterial apreendeu mais de mil caixas som via bluetooth pirateadas que estavam sendo comercializadas em lojas da Rua Tobias Barreto, no Centro do Recife. A operação de combate à pirataria foi realizada na manhã desta sexta-feira (14/07), após denúncia feita pela empresa JBL, com sede em Nova Santa Rita (RS), fabricante dos produtos.

Todas as mercadorias falsificadas foram recolhidas e serão submetidas as perícia, de acordo com a delegada de Crimes contra a Propriedade Imaterial, Wedja Andrade. Ela fez as buscas nas lojas JL Variedades (onde estava a maior parte das caixas de bluetooth adquiridas por pirataria), Alcicell e Telemídia.

PUNIÇÃO

O proprietário da JL Variedades, Jiale Wei, 44 anos, disse que não sabia que não podia vender produtos falsificados. Os comerciantes serão investigados por crime contra consumo e crime contra a propriedade imaterial. A pena prevista é de sete anos de reclusão.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias