Luto

No Facebook, amigos expressam a dor pela morte do jovem Edvaldo

Maioria das mensagens exaltava Edvaldo, morto após um latrocínio em Goiana, como uma pessoa bondosa e que 'fazia todos rirem'

JC Online
JC Online
Publicado em 10/08/2017 às 19:41
Reprodução/Facebook
Maioria das mensagens exaltava Edvaldo, morto após um latrocínio em Goiana, como uma pessoa bondosa e que 'fazia todos rirem' - FOTO: Reprodução/Facebook
Leitura:

Amigos e familiares de Edvaldo José Valença da Silveira, de 21 anos, morto na manhã desta quinta (10) após um latrocínio em Goiana, publicaram em suas redes sociais mensagens para homenagear e também lamentar a morte do jovem.

Nas homenagens, muitos lembraram de Edvaldo como uma pessoa que "fazia todos rirem" e de "energia empolgante", sempre tratando todos de uma maneira bondosa. Alguns também protestaram contra a violência que deixou mais uma vítima em Pernambuco.

"Quando perdemos, não importa quando e como, nunca vamos explicar, entender, compreender Deus. Mas porque seria propósito de Deus se quem puxou o gatilho não foi Ele?!", lamentou Roxanna Santos, que se identifica como prima de Edvaldo.

"É revoltante viver em uma cidade que você sai para trabalhar e não tem a certeza que no final do dia vai estar em casa para ver a sua família. [...] Vivemos em uma sociedade onde só o medo predomina, pois estamos à mercê de assaltantes e de elementos que fazem e desfazem sem medo de serem punidos. [...] Que Deus possa confortar, o coração de cada um que você deixou um pedacinho seu, vá com Deus meu Irmão!", publicou Marlos Gomes, amigo de infância de Edvaldo.

Sobre o caso

Edvaldo José Valença da Silveira Neto dirigia um veículo quando foi abordado por suspeitos em uma motocicleta. De acordo com a Polícia Civil, os criminosos dispararam contra o carro, fazendo que a vítima perdesse o controle do veículo que bateu em um poste.

Horas depois, as policias Civil e Militar de Pernambuco prenderam Thiago Gomes da Silva, de 25 anos, um dos suspeitos que participou do crime. A investigação permanece com a procura de outros envolvidos no crime.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias