Combate ao Crime

Comandante da PM sobre assaltos: 'não dá para escoltar cada ônibus escolar'

'São vários ônibus de estudantes. O que temos que fazer é dar uma segurança do perímetro', comentou o comandante

JC Online
JC Online
Publicado em 29/08/2017 às 10:33
Foto: reprodução
'São vários ônibus de estudantes. O que temos que fazer é dar uma segurança do perímetro', comentou o comandante - FOTO: Foto: reprodução
Leitura:

 Nesta terça-feira (29) o comandante da Polícia Militar, o coronel Vanildo Maranhão e o chefe da Polícia Civil de Pernambuco Joselito Kehrle comentaram a respeito das investidas de segurança no Estado para conter o avanço da criminalidade, em entrevista ao Bom dia Pernambuco. Um dos temas abordados foi a segurança em ônibus escolares, alvo muito procurados pelos assaltantes.

"São vários ônibus de estudantes. O que temos que fazer é dar uma segurança do perímetro. Gostaríamos muito de escoltar ônibus de estudantes ou deixar guarnição nas escolas. Mas, não temos efetivo. [Mesmo] se dobrasse o efetivo da PM não teria condições operacionais de dar segurança em cada veículo, em cada escola", afirmou.

Policiamento a pé

O comandante destacou que atualmente não há condições de manter policiamento a pé como havia no passado. "O policiamento a pé é pontual. Não temos mais condições de lançar esse policiamento por causa da extinção do PJEs (Programa de Jornada Extra de Segurança) usados no tempo de folga dos policiais", disse.

O coronel ressaltou ainda que a partir de dezembro, o projeto 'Quadrante de Segurança' deve reforçar o policiamento com motocicletas com a chegada de 1.500 PMs, considerado por ele mais efetivo que o policiamento a pé.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias