São Caetano

Dois homens são mortos a tiros dentro de casa no Agreste

Três homens armados chegaram desferindo tiros contra as vítimas na manhã desta terça-feira (29), na Zona Rural de São Caetano, no Agreste de Pernambuco.

JC Online
JC Online
Publicado em 29/08/2017 às 15:48
Foto: Roberto Franca / Acervo JC Imagem
Três homens armados chegaram desferindo tiros contra as vítimas na manhã desta terça-feira (29), na Zona Rural de São Caetano, no Agreste de Pernambuco. - FOTO: Foto: Roberto Franca / Acervo JC Imagem
Leitura:

Dois homens foram assassinados a tiros dentro de casa, na manhã desta terça-feira (29), na Zona Rural de São Caetano, município do Agreste pernambucano. Uma das vítimas, identificada como Eduardo do Rosário Silva, de 37 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Seu cunhado, Fábio da Silva das Montanhas, de 36 anos, foi baleado nas costas, socorrido e encaminhado para o Hospital Regional do Agreste (HRA), em Caruaru, mas veio a óbito horas depois. Segundo a polícia, três homens armados teriam chegado na residência já desferindo tiros contra as vítimas. Os suspeitos levaram um carro e um revólver calibre 38, ambos de propriedade de Eduardo.

A polícia ainda informou que, segundo testemunhas, Eduardo estava escovando os dentes do lado de fora de casa quando foi surpreendido pelos homens, por volta das 7h. Já Fábio estava deitado no sofá da sala. Eles estariam reunidos para comemorar o aniversário da irmã de Fábio, que também era a companheira de Eduardo. Em depoimento, as testemunhas relataram que os suspeitos chegaram já procurando por armas, afirmando saber que Eduardo tinha dois revólveres em casa. No entanto, ele só repassou uma arma para os homens antes de morrer.

Ainda conforme a polícia, Eduardo foi torturado de todas as formas. Na residência, uma faca ensanguentada foi encontrada próxima ao corpo dele. Seu cunhado, entretanto, conseguiu correr, fugir pelos fundos da casa e adentrar num matagal, mesmo alvejado. Porém, acabou falecendo no bloco cirúrgico do HRA. Testemunhas afirmaram não saber se as vítimas possuíam rixa com outras pessoas, nem conseguiram identificar os suspeitos, que estavam com os rostos cobertos. Acreditam, no entanto, que um dos envolvidos seja adolescente.

Nenhum veículo foi encontrado no entorno da residência, o que indica que os suspeitos possam ter realizado a abordagem a pé, já com o intuito de roubar o carro depois. A polícia não descarta a hipótese de latrocínio, mas acredita que o trio tenha premeditado ir atrás das vítimas por ter conhecimento sobre a posse do revólver. Ainda não se sabe a autoria e a real motivação do crime. O caso vai ser investigado pela Delegacia de Polícia Civil de São Caetano.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias