Violência em Pernambuco

Policial reage a assalto e é morto a tiros em bar de Petrolina

Na ação, policial militar, que estava com a família, ainda conseguiu balear um dos assaltantes que morreu. Outro criminoso conseguiu fugir e está sendo procurado

JC Online
JC Online
Publicado em 03/11/2017 às 8:03
Foto: Cortesia
Na ação, policial militar, que estava com a família, ainda conseguiu balear um dos assaltantes que morreu. Outro criminoso conseguiu fugir e está sendo procurado - FOTO: Foto: Cortesia
Leitura:

A violência em Pernambuco não poupa nem integrantes das forças de segurança do Estado. Desta vez, um Policial Militar reformado, de 51 anos, foi assassinado durante um assalto em um bar de Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Antes de morrer, o policial também baleou um dos suspeitos que morreu na hora.

O crime aconteceu na noite desta quinta-feira (2), feriado de Finados, enquanto o policial, identificado como Pedro Olindino da Silva, festejava em um bar, no sítio Bom Jardim, com familiares. De acordo com o delegado Seccional de Petrolina, Marceone Ferreira Jacinto, o policial militar, que havia se aposentado há pouco tempo, precisou reagir quando os criminosos pediram que ele levantasse a camisa.

O crime

A confusão começou quando um homem que estava sendo perseguido pelos assaltantes estacionou a motocicleta que pilotava na frente do bar onde o policial estava e fugiu à pé. Em seguida, dois criminosos, que estariam perseguindo esse homem, entraram no estabelecimento se passando por vítimas de assalto. Pouco tempo depois, entretanto, os homens anunciaram o assalto, pedindo os celulares dos clientes.

De acordo com testemunhas, ao ser abordado, Pedro Olindino demorou para entregar o celular. Um dos assaltantes, então, teria mandado que o PM levantasse a camisa para saber se ele portava alguma arma. "Neste momento, o PM reagiu e baleou o homem. Ao perceber que o policial estava armado, outro assaltante revidou e também baleou Pedro", detalhou Marceone. Os dois baleados, o policial e um dos suspeitos de cometer o assalto, morreram na hora.

Fuga

Após balear o policial, o comparsa do criminoso que morreu durante a ação, pegou a arma do PM e fugiu em uma motocicleta. Um dos familiares iniciou uma perseguição contra o suspeito e ainda conseguiu atropelar o homem, mas, mesmo assim, o suspeito conseguiu fugir. De acordo com o delegado Marceone Jacinto, até o início da manhã desta sexta-feira (3), o suspeito que conseguiu fugir ainda não foi encontrado. A arma usada no crime foi localizada no início desta manhã, na Caatinga.

A Polícia também procura o primeiro homem que estaria sendo perseguido pelos criminosos e que conseguiu evitar a tentativa de assalto.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias