Tráfico de drogas

Dois homens são presos com quase 30kg de maconha no aeroporto do Recife

Homens foram autuados por tráfico interestadual de drogas. As malas foram identificadas por cães farejadores

JC Online
JC Online
Publicado em 20/11/2017 às 6:25
Foto: Divulgação/Polícia Federal
Homens foram autuados por tráfico interestadual de drogas. As malas foram identificadas por cães farejadores - FOTO: Foto: Divulgação/Polícia Federal
Leitura:

Dois homens foram presos em flagrante, no Recife, por tráfico interestadual de drogas. As prisões aconteceram no Aeroporto Internacional dos Guararapes, quando os homens desembarcaram de um voo que partiu do Mato Grosso do Sul. Os traficantes estavam com duas malas com 29kg de maconha.

A suspeita surgiu após sinalização de um cão farejador que é usado pela Polícia Federal no aeroporto. Depois de identificar os proprietários das bagagens, os policiais abriram as malas e encontraram mais de 30 tabletes de maconha que, juntos, somaram 29.4 kg do entorpecente.

A prisão aconteceu na tarde do último sábado (18). O churrasqueiro Andre Luiz Rocha, de 32 anos, e o autônomo Danilo Guedes dos Santos, de 25 anos, foram presos. Os dois não tinham antecedentes criminais. Eles foram autuados por tráfico interestadual e associação. Somadas, as penas podem chegar a 20 anos de reclusão.

Depoimento

No interrogatório, os suspeitos disseram que conheceram uma pessoa na cidade de Guarapari, no Espírito Santo, que ofereceu R$ 2.500,00 para que eles levassem as duas malas até o Recife. No desembarque, de acordo com o depoimento dos suspeitos à Polícia Federal, haveria uma pessoa aguardando para receber as bagagens.

Apreenões

A operação realizada no sábado fez a 12ª apreensão de drogas em 2017 no Aeroporto dos Guararapes, sendo a primeira de maconha. Até agora, 14 pessoas foram presas e 23.3 kg de cocaína, 43 kg de skunk, 11.4 kg de haxixe e 3 kg de metanfetamina já foram apreendidos.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias