ESPECIALIZADA EM ROUBOS

Homem que arrombou veículo em Boa Viagem participava de quadrilha

Mais dois homens foram identificados como participantes da quadrilha. Um deles está sob a posse do notbook roubado, avaliado em R$ 20 mil

Bianca Sousa
Bianca Sousa
Publicado em 17/05/2018 às 13:52
Foto: Reprodução
Mais dois homens foram identificados como participantes da quadrilha. Um deles está sob a posse do notbook roubado, avaliado em R$ 20 mil - FOTO: Foto: Reprodução
Leitura:

Após a prisão da dupla responsável por arrombar um Mercedes-Benz, na Avenida Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, a polícia conseguiu identificar mais dois homens suspeitos de participarem da quadrilha. Os detalhes da investigação foram divulgados durante a coletiva de imprensa nesta quinta-feira (17).

O gestor Cláudio Castro do Departamento de Repressão ao Narcotráfico (Denarc), relata que após a divulgação do vídeo do furto, que aconteceu no último dia 10 de maio, a polícia iniciou a busca pelos suspeitos.

Na manhã dessa quarta-feira (16), um denunciante anônimo informou que o rapaz estaria escondido em um edifício no bairro da Boa Vista, em uma rua conhecida como Beco da Fome, próximo a Rua do Hospício, na área central do Recife.

No local, os agentes da 1ª Delegacia do Denarc, comandados pelo delegado Diogo Victor, encontraram Diogo Trajano da Silva, de 24 anos, o responsável por quebrar o vidro do veículo e furtar os bens, juntamente com Pedro Amaro do Carmo Filho, de 69 anos.

O gestor do Denarc conta que o suspeito foi levado ao local do crime e foi feita a reconstituição de como ele agiu. Diogo Trajano mostrou como arrombou o carro, além de entregar detalhes dos comparsas que agiam na quadrilha.

Em defesa, o rapaz conta que foi a primeira vez que ele praticou esse tipo de crime. Apesar da afirmação, as investigações revelam que com a "rapidez, habilidade e calma como ele praticou o crime" dão a certeza que ele era acostumado a fazer isso, conta o gestor Cláudio Castro.

"Cada integrante tinha uma função. O Pedro Amaro recebia os documentos, como os cheques que ele recebeu subtraídos de dentro do Mercedes-Benz. No dia do crime ele foi até a agência e conseguiu sacar um cheque no valor de R$ 800", detalha o gestor.

Outro homem que foi identificado, mas ainda continua sendo procurado, era o responsável pelos objetos eletrônicos, como computadores e celulares e fazer a venda deles. Segundo Cláudio, este rapaz pagou R$ 600 à Diogo pelo notbook também subtraído do veículo.

Ainda com informações do gestor, o outro homem que participava do grupo teria tentado sacar um dos cheques, mas "saiu da agência com medo" após a caixa fazer perguntas sobre a natureza do documento.

Antecedentes criminais

O Diogo Tavares já responde pelo crime de roubo, e no momento do furto se encontrava com uma tornozeleira de monitoramento. O outro comparsa, Pedro Amaro, foi condenado em 2014 por 3 anos de prisão pelo crime de estelionato.

Eles responderão por associação criminosa com furto qualificado e receptação de produto roubado.

O caso

O arrombamento de um carro estacionado na Avenida Boa Viagem, bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, foi flagrado por uma câmera de segurança de um condomínio localizado em frente onde o veículo estava.

De acordo com a Polícia Civil, a ocorrência foi no último dia 10 de maio, por volta das 13h. O veículo arrombado pertence a um empresário carioca.

Após se aproximar do carro, o suspeito quebra o vidro e pega uma maleta. Em seguida sai andando em direção a outro carro, que estava parado bem próximo do local do roubo, usado por ele para fugir.

Dentro da bolsa furtada estava um notbook, avaliado em R$ 20 mil, além de 20 folhas de cheque. O notbook ainda não foi encontrado, mas a polícia já sabe com quem está.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias