ZONA SUL DO RECIFE

Homem morre após espancamento em supermercado de Boa Viagem

O homem foi morto espancado após invadir um supermercado da rede Extra durante um surto. Dois funcionários são suspeitos de ter cometido as agressões

JC Online JC Online
JC Online
JC Online
Publicado em 28/05/2018 às 12:43
Foto: Reprodução/ Google Maps
O homem foi morto espancado após invadir um supermercado da rede Extra durante um surto. Dois funcionários são suspeitos de ter cometido as agressões - FOTO: Foto: Reprodução/ Google Maps
Leitura:

A Polícia Civil está investigando a morte de um homem de 32 anos que teria sido espancado após invadir um dos supermercados Extra do bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, na tarde desse domingo (27). Segundo a Polícia Civil, o corpo de André Felipe Moisés de Araújo foi encontrado com muitas marcas de violência e sangue. 

Segundo amigos e familiares, a vítima era usuário de drogas e estava em tratamento. De acordo com a polícia, populares informaram que ele estava bastante alterado e teria tentado invadir algumas lojas.

Ele estava morando na Paraíba e hospedou-se no Recife na casa de um amigo, que é dono de um estabelecimento comercial. Colegas informaram que, no domingo, o amigo foi para Olinda e deixou André em sua loja. Horas depois, ele recebeu uma ligação informando que a vítima estava tendo um surto dentro da loja. Em pouco tempo, André fugiu do local apenas de cueca e correu em direção ao supermercado. Lá, os amigos informaram que ele deitou-se no chão e ficou se debatendo enquanto sofria com a crise de alucinações, que eram frequentes quando ele usava crack.

Amigos e familiares ainda informaram que, durante essas crises, André sentia muito medo e dizia que animais estavam querendo ataca-lo, por isso saia correndo. Eles ainda informaram que a vítima nunca roubou dinheiro, apensar de ser usuário de drogas, o que, para eles, descarta a hipótese de que ele estivesse tentando furtar o estabelecimento. 

Enquanto o homem estava no estabelecimento, dois funcionários, que seriam um segurança e um açougueiro, teriam iniciado as agressões. Segundo os amigos, André teria morrido após engasgar-se sangue, devido aos ferimentos causados pela espancamento. A polícia solicitou exames para comprovar a causa da morte.

O circuito das câmeras de segurança do Extra já foram entregue para a polícia. Em nota, a rede de supermercados informou que está colaborando com as investigações. "A loja está colaborando com a investigação dos fatos e aguardando as conclusões da perícia. A rede esclarece, ainda, que a equipe de segurança da loja encaminhou para fora das dependências da unidade uma pessoa que estava visivelmente alterada e causando tumulto."

Últimas notícias