INVESTIGAÇÃO

Caso Aldeia: IC faz nova perícia e defesa pedirá soltura nesta quarta

Uma equipe foi até a casa do médico em busca de restos mortais que possam estar escondidos pelo terreno do luxuoso condomínio em Aldeia

Bianca Sousa
Bianca Sousa
Publicado em 10/07/2018 às 17:13
Foto: Leopoldo Monteiro/TV Jornal
Uma equipe foi até a casa do médico em busca de restos mortais que possam estar escondidos pelo terreno do luxuoso condomínio em Aldeia - FOTO: Foto: Leopoldo Monteiro/TV Jornal
Leitura:

Peritos de criminalística, juntamente com policiais civis e bombeiros, fazem uma busca por restos mortais do médico que possam estar escondidos no Condomínio Torquato de Castro, em Aldeia. A equipe passou a tarde desta terça-feira (10) dentro do local. Por outro lado do caso, a defesa da esposa e filho da vítima, está com documentos em mãos para dar entrada no habeas corpus.

Por volta das 17h a Polícia Civil fará um pronunciamento sobre o resultado do DNA na parte do corpo que foi encontrada dentro da cacimba da casa de Denilson Paes.

Uma equipe especializada em furar poços foi contratada pela corporação para auxiliar nas buscas. O IC foi o primeiro a sair de dentro do condomínio, mas outras equipe permaneceram no local.

Habeas Corpus

Inicialmente anunciado que o pedido de habeas corpus seria feito nesta terça-feira, o advogado Alexandre Oliveira justifica que precisou adiar para a quarta-feira (11), pois deu preferência à mudança de cela de Danilo, filho mais velho do casal, e inicialmente acusado por ocultação de cadáver, juntamente com a mãe, a farmacêutica Jussara Rodrigues.

Na tentativa de soltar os clientes, Alexandre conta que já está com todos documentos que são necessários para dar entrada no habeas corpus. Por hoje ter passado o dia na Universidade Federal de Pernambuco para conseguir o comprovante de conclusão de curso de Danilo, que está preso no Cotel, o pedido de soltura teve que ser adiado.

“A preferência é a saúde dos meus clientes. Preferi adiar o pedido de habeas corpus e dar preferência à apresentação do diploma de Danilo, para que ele possa ir para a cela que tem direito, e finalmente sair das condições que está sendo submetido agora”, disse por telefone, o advogado que já está no presídio para solicitar a mudança de setor do preso.

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias