Serra Talhada

Presidiário mata a ex-companheira e corta os próprios pulsos no Sertão

Segundo o delegado, o homem tinha sido detido há dois meses. O presidiário fugiu na manhã desta sexta-feira durante uma reforma que acontecia na Cadeia Pública de Serra Talhada

JC Online
JC Online
Publicado em 17/08/2018 às 11:18
Foto: Reprodução/Google Street View
Segundo o delegado, o homem tinha sido detido há dois meses. O presidiário fugiu na manhã desta sexta-feira durante uma reforma que acontecia na Cadeia Pública de Serra Talhada - FOTO: Foto: Reprodução/Google Street View
Leitura:

Um presidiário foragido matou a ex-companheira a facadas e cortou os próprios pulsos na manhã desta sexta-feira (17), no bairro de Vila Bela, em Serra Talhada, Sertão de Pernambuco. Segundo as informações do delegado Olegário Filho, responsável pelo caso, o assassino já tinha antecedentes por violência doméstica. 

Durante a ação, o irmão de Márcia Daniela de Lima Silva, de 27 anos, que estava tentando ajudar, também foi atingido com um golpe de facada na mão. Ele foi socorrido para o Hospital Professor Agamenon Magalhães (HPAM). Logo depois, Luiz Vicente Oliveira, 52, cortou os pulsos e morreu no local.   

Fuga

De acordo com as informações da Secretária Ressocialização do Estado (Seres), Luiz Vicente era detento do Presídio de Salgueiro, também no Sertão, e fugiu enquanto trabalhava na reforma da Cadeia Pública de Serra Talhada, que está desativada, com outros detentos. Ele tinha sido preso em flagrante há dois meses. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.   

Histórico

Márcia Daniela é a quarta mulher assassinada neste ano em Serrada Talhada. 

Em junho, uma tragédia familiar assustou os moradores do bairro da Cohab.  Um homem de 69 anos matou a tiros a própria irmã, de 73, e a esposa do sobrinho, de 52. Em seguida, ele atirou em si mesmo.

As vítimas foram identificadas como Maria Anita, a mais velha, e Maria Ivaneide, a mais nova. As duas vítimas morreram no local do crime. O idoso, identificado como Genaro Germano, chegou a ser levado para o Hospital Professor Agamenon Magalhães (Hospam), na cidade, mas não resistiu aos ferimentos.

No início do mês de agosto, um casal foi assassinado na Travessa Sete, no bairro do bom jesus. Segundo a polícia, Cibelly Rodrigues Magalhães, 20, e Júlio Cesar dos Santos Alves, 34, foram atingidos por diversos disparos de arma de fogo. Os dois suspeitos estavam em uma motocicleta. 

De acordo com a Polícia, Júlio César era ex-presidiário e era acusado de cometer diversos crimes no município. De acordo com testemunhas, Cibelly era obrigada a manter um relacionamento com ele. 

Últimas notícias