EM FLAGRANTE

Quadrilha especializada em ''saidinha de banco'' é desmontada pela polícia no Recife

O grupo veio do estado do Pará, e, antes de chegarem ao Recife, praticaram diversos assaltos da mesma modalidade em outros estados do Nordeste

JC Online
JC Online
Publicado em 21/09/2018 às 14:05
Foto: Cortesia/Polícia Civil
O grupo veio do estado do Pará, e, antes de chegarem ao Recife, praticaram diversos assaltos da mesma modalidade em outros estados do Nordeste - FOTO: Foto: Cortesia/Polícia Civil
Leitura:

Um grupo foi preso em flagrante momentos antes de praticar mais um crime, conhecido como "saidinha de banco", no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. A Polícia Civil chegou até eles, na terça-feira (18) após uma série de investigações sobre uma organização criminosa especializada em assalto, que estava agindo em todo o nordeste.

De acordo com as apurações da corporação, a quadrilha é composta por quatro homens, todos naturais do estado do Pará. "Eles já vinham sendo investigados pela prática de diversos roubos contra clientes de bancos", conta o delegado Luiz Alberto, responsável pelo caso.

No momento da abordagem, os homens confirmaram que estariam a caminho de outra agência bancária, no centro do Recife, para praticar o crime. Dentro do veículo em que eles estavam foi encontrada uma pistola, usada para amedrontar as vítimas e se defenderem, caso houvesse algum confronto com a polícia.

Cleison Melo Sardinha, Manoel Ferreira da Silva, Valdeson Costa Trindade, e Kayson Lobato de Aragão aparecem nas imagens do circuito de segurança das agências bancárias, procurando as vítimas para assaltar.  "Eles estavam no Recife há pelo menos dois meses. Antes de chegarem aqui, já vinham praticando o mesmo crime em outros estados do Nordeste, e depois se evadiam. Um deles ficava dentro do banco, procurando quem estivesse saindo com dinheiro, e sinalizava o restante da quadrilha, que ficava do lado de fora, para realizar a abordagem ", comenta o delegado.  

Manoel e Cleison usavam identidades falsas, com os nomes de Arnaldo de Souza Lima e Alex Sandro da Silva Cardoso, respectivamente, para tentar se esconder da Justiça do Pará, onde tinham um mandado de prisão em aberto pela prática de roubo.

Prática de assaltos no Recife

Contra o grupo há o registro de assalto no bairro das Graças, na Zona Norte do Recife, em uma agência bancária da Praça do Entroncamento, no último dia 12 deste mês e na Rosa e Silva, na mesma localidade, em 6 de junho deste ano. Eles também atuaram na Zona Sul da Capital, no bairro do Pina, em 31 de agosto deste ano, e em uma Joalheria, no bairro de Boa Viagem, em outubro de 2017.

Outra linha de investigação também aponta os envolvidos como suspeitos de balear um policial civil, há aproximadamente um ano, em uma investida contra uma vítima que saía de um banco, no bairro de Boa Viagem.

Apreensão

Os agentes foram até a casa onde eles estavam morando, no bairro do Janga, em Paulista, no Grande Recife, onde encontraram diversos celulares, relógios e roupas. Em uma oficina, no mesmo bairro, também foi encontrada uma moto Honda CB 300, usada nas investidas.

Após a apreensão do grupo e de todos os materiais, eles foram levados à Delegacia de Polícia de Roubos e Furtos,  onde foram autuados pelos crimes de associação criminosa e porte ilegal de arma de fogo. Contra Cleison Melo e Manoel Ferreira ainda foi registrado o crime de uso de documento falso.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias