TRÁFICO DE DROGAS

Suspeito de comandar tráfico no Jiquiá é preso dentro de viveiro de camarão

George Gabriel Valença Moreno é investigado por homicídio e comércio de entorpecentes na Zona Oeste

JC Online
JC Online
Publicado em 24/10/2018 às 14:56
Foto: Divulgação / PCPE
George Gabriel Valença Moreno é investigado por homicídio e comércio de entorpecentes na Zona Oeste - FOTO: Foto: Divulgação / PCPE
Leitura:

A Polícia Civil detalhou, em coletiva na manhã desta quarta-feira (24), a prisão de George Gabriel Valença Moreno, 31 anos, apontado como chefe de uma quadrilha de tráfico de drogas que opera no Jiquiá, Zona Oeste do Recife. De acordo com o delegado Paulo Furtado, da Delegacia da Mustardinha, o suspeito foi preso na última quinta-feira (18) escondido em um viveiro de camarão.

Segundo a polícia, no momento da prisão, o suspeito portava uma pistola 380, com numeração raspada e oito pedras grandes de crack, totalizando 200 gramas da droga. A arma estava com 11 munições intactas.

Os policiais descobriram o paradeiro de “Gabriel”, como é chamado o suspeito, após investigações. Uma campana foi organizada para esperar o homem sair do esconderijo.

“Como a arma que ele portava estava com numeração raspada, pode constar como de uso restrito”, afirmou o delegado. As investigações indicam que o homem é o suspeito de um assassinato no dia 18 de agosto deste ano, no Jiquiá, motivado por uma disputa pelo controle do tráfico na área.

Espingarda calibre 12

“Em outra investida, a polícia foi até a casa de Gabriel e encontrou lá uma espingarda calibre 12, mas ele não estava”, explicou Furtado. Para a polícia, o suspeito praticaria homicídios para exercer poder e controlar o comércio de drogas na área.

George Gabriel e o material apreendido foram conduzidos para a Delegacia da Mustardinha. Ele foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de uso restrito e tráfico de drogas e também vai responder por homicídio. O suspeito está à disposição da Justiça.

Últimas notícias