CRIME

Marido de delegada morre após ser baleado durante assalto na Zona Oeste do Recife

O comissário aposentado José Tadeu Santana foi baleado em San Martin e morreu no Hospital Getúlio Vargas. O carro e a arma dele foram roubados

JC Online
JC Online
Publicado em 01/11/2018 às 16:41
Foto: Cortesia para TV Jornal
O comissário aposentado José Tadeu Santana foi baleado em San Martin e morreu no Hospital Getúlio Vargas. O carro e a arma dele foram roubados - FOTO: Foto: Cortesia para TV Jornal
Leitura:

Atualizada às 21h36

O comissário aposentado da Polícia Civil, José Tadeu Vicente de Santana, 59 anos, esposo da delegada Beatriz Gibson, titular da Delegacia de Crimes Contra o Consumidor, foi vítima de latrocínio - assalto seguido de morte -, na tarde desta quinta-feira (1º), em San Martin, Zona Oeste do Recife. De acordo com a Polícia Civil, por volta das 15h30, o carro em que ele estava foi abordado por dois homens que atiram nas costas do policial aposentado. O veículo e a arma da vítima foram levadas.

Tadeu Santana foi socorrido por um cabo da polícia do Rio Grande do Norte, que passava pelo local no momento do crime. Ele chegou a ser levado para o para o Hospital Getúlio Vargas (HGV), no Cordeiro, Zona Oeste da cidade. A equipe médica da unidade de saúde tentou reanimar o comissário aposentado, mas ele não resistiu aos ferimentos.

A ocorrência foi registrada pelo 12º Batalhão de Polícia Militar. Segundo a PM, os suspeitos do crime fugiram levando o veículo, um Toyota Corolla de placa PCC-5444, e um revólver calibre 38 pertencentes ao policial aposentado.

Em entrevista à TV Jornal, o delegado Ricardo Silveira, responsável pelo caso, informou que o comissário, aposentado há pelo menos 10 anos, estava indo deixar uma pessoa na residência dela, na Rua Otaviano de Almeida Rosa. Quando ele parou o veículo e destravou as portas, os dois homens armados realizaram a abordagem, um de cada lado. “A testemunha informou que os suspeitos mandaram que os dois descessem do carro e assim que o fizeram, ela ouviu um disparo. O comissário foi atingido nas costas e saiu cambaleando até cair atrás do veículo”, contou o delegado.

Os suspeitos teriam entre 20 e 25 anos. Eles teriam se complicado para dar partida no carro e a testemunha aproveitou o momento para puxar o corpo de José Tadeu para o meio-fio. “O assaltante que estava do lado direito ainda teve tempo de obrigá-la a entregar a bolsa. A dupla fugiu no carro da vítima - um Toyota Corolla de placa PCC-5444 - levando celulares e outros pertences, como um revólver calibre 38, que ainda segundo a testemunha, estaria enrolado numa flanela. “O comissário não teria esboçado reação em nenhum momento”, acrescentou o delegado.

Amigos e família em choque

Após a morte ser confirmada, policiais e amigos do comissário começaram a chegar ao Hospital Getúlio Vargas. O coordenador setorial da Delegacia do Consumidor, André Leal, relatou que a delegada Beatriz Gibson soube da ocorrência quando estava em casa. “Ela ligou dizendo que tinha acabado de chegar em casa e tinha recebido a notícia, mas não tinha certeza, perguntando se eu sabia de alguma coisa. Foi quando eu desliguei o telefone, fui verificar e realmente confirmei o que tinha acontecido. Ela tinha acabado de chegar em casa, tinha vindo da casa da mãe, em Olinda”. Segundo André Leal, Beatriz “ficou apavorada” com a notícia da morte do marido.

O delegado Sérgio Barbosa, compadre de Tadeu Santana, relembrou o período em que trabalhou ao lado dele. “Estou realmente chocado. Esse comissário trabalhou comigo mais de 18 anos em várias delegacias, sempre me acompanhou. Ele é meu compadre, sou padrinho da única filha que ele tem com a delegada Beatriz. É como se tivesse morrido uma pessoa da minha família, um irmão. Ele era extremamente competente, uma pessoa estudiosa, sempre foi trabalhador, um exemplo de comissário”, disse.

Sepultamento

De acordo com a família, o sepultamento acontece às 16h desta sexta-feira (2), no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, no Grande Recife. O velório começa às 8h, no mesmo local. 

José Tadeu trabalhou nas delegacias de Itapissuma e na Polinter. Ele deixou dois filhos. 

Polícia Civil lamenta morte

Em nota, a Polícia Civil externou as “mais profundas condolências a família e aos amigos do ex-policial”.  De acordo com a instituição, equipes iniciaram as investigações e as buscas para identificar, localizar e prender os responsáveis pelo roubo seguido de morte.

Leia a nota da Polícia Civil:

A Polícia Civil de Pernambuco lamenta informar que José Tadeu Vicente de Santana, comissário aposentado da PCPE, foi vítima de um possível latrocínio por volta das 15h30 desta quinta-feira (01/11), no bairro de San Martin, no Sudoeste do Recife. O carro em que José Tadeu estava foi abordado por, pelo menos, dois criminosos que atiram nas costas do policial aposentado. O veículo e a arma da vítima foram levadas. José Tadeu foi socorrido para o Hospital Getúlio Vargas, mas não resistiu ao ferimento.

Desde o momento do crime, equipes da Polícia Civil iniciaram as investigações e as buscas para identificar, localizar e prender os responsáveis pelo roubo seguido de morte. O caso está no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

José Tadeu tinha 59 anos e trabalhou na Polícia Civil nas delegacias de Itapissuma e na Polinter. Era Casado com a delegada Beatriz Gibson e tinha dois filhos. O local e o horário do sepultamento ainda serão definidos. A Polícia Civil externa suas mais profundas condolências a família e aos amigos do ex-policial.

Últimas notícias