roubo seguido de morte

Polícia Civil lamenta morte de comissário aposentado

Em nota, a Polícia Civil externou as ''mais profundas condolências a família e aos amigos do ex-policial''

JC Online
JC Online
Publicado em 01/11/2018 às 19:39
Foto: Cortesia
Em nota, a Polícia Civil externou as ''mais profundas condolências a família e aos amigos do ex-policial'' - FOTO: Foto: Cortesia
Leitura:

A Polícia Civil divulgou nota, nesta quinta-feira (1º), lamentando a morte do comissário aposentado José Tadeu Vicente de Santana. O crime ocorreu em San Martin, Zona Oeste do Recife, nesta tarde. O carro em que José Tadeu estava foi abordado por, pelo menos, dois homens que atiram nas costas dele. O veículo e a arma da vítima foram levadas.

No texto, a instituição externou as ''mais profundas condolências a família e aos amigos do ex-policial'' e informou que equipes iniciaram as investigações e as buscas para identificar, localizar e prender os responsáveis pelo roubo seguido de morte.

Leia a nota da Polícia Civil:

A Polícia Civil de Pernambuco lamenta informar que José Tadeu Vicente de Santana, comissário aposentado da PCPE, foi vítima de um possível latrocínio por volta das 15h30 desta quinta-feira (01/11), no bairro de San Martin, no Sudoeste do Recife. O carro em que José Tadeu estava foi abordado por, pelo menos, dois criminosos que atiram nas costas do policial aposentado. O veículo e a arma da vítima foram levadas. José Tadeu foi socorrido para o Hospital Getúlio Vargas, mas não resistiu ao ferimento.

Desde o momento do crime, equipes da Polícia Civil iniciaram as investigações e as buscas para identificar, localizar e prender os responsáveis pelo roubo seguido de morte. O caso está no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

José Tadeu tinha 59 anos e trabalhou na Polícia Civil nas delegacias de Itapissuma e na Polinter. Era Casado com a delegada Beatriz Gibson e tinha dois filhos. O local e o horário do sepultamento ainda serão definidos. A Polícia Civil externa suas mais profundas condolências a família e aos amigos do ex-policial.

O crime

O comissário aposentado, esposo da delegada Beatriz Gibson, titular da Delegacia de Crimes Contra o Consumidor, foi vítima de latrocínio - assalto seguido de morte -, na tarde desta quinta-feira (1º), na Rua Otaviano de Almeida Rosa, em San Martin, Zona Oeste do Recife. De acordo com a Polícia Civil, por volta das 15h30, o carro em que ele estava foi abordado por, pelo menos, dois homens que atiram nas costas do policial aposentado. O veículo e a arma da vítima foram levadas.

Tadeu Santana foi socorrido por um cabo da polícia do Rio Grande do Norte, que passava pelo local no momento do crime. Ele chegou a ser levado para o para o Hospital Getúlio Vargas (HGV), no Cordeiro, Zona Oeste da cidade. A equipe médica da unidade de saúde tentou reanimar o comissário aposentado, mas ele não resistiu aos ferimentos.

A ocorrência foi registrada pelo 12º Batalhão de Polícia Militar. Segundo a PM, os suspeitos do crime fugiram levando o veículo, um Toyota Corolla de placa PCC-5444, e um revólver calibre 38 pertencentes ao policial aposentado.

Em entrevista à TV Jornal, o delegado Ricardo Silveira, responsável pelo caso, informou que o comissário, aposentado há pelo menos 10 anos, estava indo deixar uma pessoa na residência dela, na Rua Otaviano de Almeida Rosa. Quando ele parou o veículo e destravou as portas, os dois homens armados realizaram a abordagem, um de cada lado. “A testemunha informou que os suspeitos mandaram que os dois descessem do carro e assim que o fizeram, ela ouviu um disparo. O comissário foi atingido nas costas e saiu cambaleando até cair atrás do veículo”, contou o delegado.

Os suspeitos teriam entre 20 e 25 anos. Eles teriam se complicado para dar partida no carro e a testemunha aproveitou o momento para puxar o corpo de José Tadeu para o meio-fio. “O assaltante que estava do lado direito ainda teve tempo de obrigá-la a entregar a bolsa. A dupla fugiu no carro da vítima - um Toyota Corolla de placa PCC-5444 - levando celulares e outros pertences, como um revólver calibre 38, que ainda segundo a testemunha, estaria enrolado numa flanela. “O comissário não teria esboçado reação em nenhum momento”, acrescentou o delegado.

Amigos e família em choque

Após a morte ser confirmada, policiais e amigos do comissário começaram a chegar ao Hospital Getúlio Vargas. O coordenador setorial da Delegacia do Consumidor, André Leal, relatou que a delegada Beatriz Gibson soube da ocorrência quando estava em casa. "Ela ligou dizendo que tinha acabado de chegar em casa e tinha recebido a notícia, mas não tinha certeza, perguntando se eu sabia de alguma coisa. Foi quando eu desliguei o telefone, fui verificar e realmente confirmei o que tinha acontecido. Ela tinha acabado de chegar em casa, tinha vindo da casa da mãe, em Olinda". Segundo André Leal, Beatriz "ficou apavorada" com a notícia da morte do marido.

O delegado Sérgio Barbosa, compadre de Tadeu Santana, relembrou as quase duas décadas em que trabalhou ao lado dele. "Estou realmente chocado. Esse comissário trabalhou comigo mais de 18 anos em várias delegacias, sempre me acompanhou. Ele é meu compadre, sou padrinho da única filha que ele tem com a delegada Beatriz. É como se tivesse morrido uma pessoa da minha família, um irmão. Ele era extremamente competente, uma pessoa estudiosa, sempre foi trabalhador, um exemplo de comissário", disse.

José Tadeu trabalhou nas delegacias de Itapissuma e na Polinter. Ele deixou dois filhos. 

Sepultamento

De acordo com a família, o sepultamento acontece às 16h desta sexta-feira (2), no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, no Grande Recife. O velório começa às 8h, no mesmo local.

Últimas notícias