INVESTIGAÇÃO

Vídeo: 'Ladrão mais procurado' em Boa Viagem é suspeito de ao menos 11 furtos

O homem de 32 anos é apontado como autor de diversos ações contra estabelecimentos do bairro

JC Online
JC Online
Publicado em 21/11/2018 às 14:41
Foto: Reprodução de vídeo/Polícia Civil
O homem de 32 anos é apontado como autor de diversos ações contra estabelecimentos do bairro - FOTO: Foto: Reprodução de vídeo/Polícia Civil
Leitura:

Preso nessa terça-feira (20), o homem apontado pela Polícia Civil como “o ladrão mais procurado” de Boa Viagem, é suspeito de ao menos 11 ações criminosas contra estabelecimentos do bairro. As informações foram divulgadas pelo delegado Ramon Teixeira, titular da delegacia de Boa Viagem, nesta quarta-feira (21), em coletiva.

"Ele era de fato o ladrão mais procurado do bairro justamente pela prática reiterada desses casos, contra a sociedade e contra o poder público", explicou o delegado.

Segundo Teixeira, à frente do caso, o suspeito cometia furtos contra estabelecimentos comerciais na área de forma planejada e com frequência.  “Nós já vínhamos monitorando o suspeito desde o começo do ano, chegamos a ele nos antecipando a um crime que ele iria cometer”, afirmou Teixeira.

As investigações traçaram um padrão de comportamento para poder chegar ao suspeito. “Observamos [George] para conseguir um mandado de prisão a tempo de evitar um próximo crime”, explicou o delegado.

Filmagens

O alvo dos furtos eram equipamentos eletrônicos e outros objetos de valor. “Em um dos casos, ele também levou joias que estavam em um loja”, afirmou o delegado.

O suspeito foi filmado diversas vezes praticando os furtos. “Ele usava bonés ou chapéus para tentar dificultar o reconhecimento do rosto, mas analisamos também outros sinais, como postura”, acrescentou o delegado.

George é apontado como autor de pelo menos 11 furtos a estabelecimentos comerciais no bairro. “Ele não tinha preferência pelo tipo de estabelecimento ao qual ia roubar, sempre durante a madrugada”, explicou o delegado.

Há restaurantes e lojas na lista de locais que teriam sido alvo das ações criminosas. “Há pelo menos mais duas dezenas de furtos que desconfiamos que ele seja o autor”, relatou Teixeira.

George foi preso em flagrante delito, mas já tinha um mandado de prisão em aberto por outro furto. “Outros inquéritos concluídos e ainda não concluídos sobre furtos e até roubos cometidos por ele também existem”, disse o delegado.

Segundo a polícia, o suspeito não resistiu à prisão em um primeiro momento, mas tentou fugir ao dizer que ia mostrar aos policiais uma parte de produtos roubados. Depois de preso, ele negou ter cometido os crimes.

Receptação

Com a prisão de George, a polícia agora tenta encontrar as pessoas que estariam comprando os produtos furtados. “As investigações sobre o caso vão continuar para que possamos traçar uma possível rede de receptação desses objetos”, explicou Teixeira.

“Também é necessário que mais vítimas de crimes semelhantes apareçam, para que possamos acrescentar aos inquéritos contra ele e elucidar esses casos”, concluiu o delegado.

Últimas notícias