VIOLÊNCIA

Tabeliã e motorista sofrem sequestro relâmpago no Recife

Segundo a tabeliã, a abordagem ocorreu perto do cartório onde ela trabalha, na área central do Recife

Kléber Barreto
Kléber Barreto
Publicado em 27/11/2018 às 1:07
Foto: Arquivo/TV Jornal
Segundo a tabeliã, a abordagem ocorreu perto do cartório onde ela trabalha, na área central do Recife - FOTO: Foto: Arquivo/TV Jornal
Leitura:

Um tabeliã de 55 anos e o seu motorista foram vítimas de um sequestro relâmpago nessa segunda-feira (26), após saírem do cartório onde ela trabalha na área central do Recife. As vítimas foram abordadas nas proximidades do local.

Em entrevista à TV Jornal, a tabeliã informou que dois suspeitos armados desceram de um veículo e entraram no carro onde ela estava com o motorista, que foi obrigado a fazer o percurso ordenado pela dupla. Eles pediam à mulher uma quantia de R$ 50 mil para liberá-los, porém a vítima informou que não tinha o dinheiro.

Então, eles começaram a roubar diversos pertences que estavam nas duas bolsas dela, como celulares, relógios e uma quantia em dinheiro não informada.

De acordo com motorista, havia um outro veículo seguindo o carro em que eles estavam. Ele chegou a ser agredido com tapas e coronhadas por ter olhado para o banco de trás.

Liberação

Depois de aproximadamente 40 minutos em poder dos suspeitos, as vítimas foram liberadas em uma área de mata próximo ao lixão da Muribeca, em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife, e os suspeitos fugiram com o veículo.

Um caminhão do lixo que passou pelo local percebeu a presença das vítimas que foram levadas para uma área publica. 

Tabeliã e motorista pediram ajuda a uma viatura da Polícia Militar (PM) que passava no local e foram até a Central de Plantões da Capital (Ceplanc), na Zona Norte do Recife, onde prestaram queixa sobre o ocorrido.

Até o momento, os suspeitos não foram localizados.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias