Vingança

Suspeitos de assalto estavam planejando vingança contra PM, diz Polícia

Um dos assaltantes morreu durante o assalto após trocar tiros com um PM, nessa segunda-feira, em um restaurante; dois suspeitos foram presos um dia após o crime

Marina Costa
Marina Costa
Publicado em 07/12/2018 às 11:20
Foto: Reprodução / Google Street View
Um dos assaltantes morreu durante o assalto após trocar tiros com um PM, nessa segunda-feira, em um restaurante; dois suspeitos foram presos um dia após o crime - FOTO: Foto: Reprodução / Google Street View
Leitura:

A Polícia Civil de Pernambuco divulgou, na manhã desta sexta-feira (7), os detalhes da prisão de dois suspeitos de assaltar e trocar tiros com um Policial Militar da Paraíba em um restaurante. A dupla estava planejando uma vingança contra a família do PM Robert de Azeredo César pela morte de um dos assaltantes. O crime aconteceu no bairro de Jardim São Paulo, Zona Oeste do Recife, nessa segunda-feira (3).

"A dupla estava planejando a vingança pela morte do Marcos Klebson Galvão da Silva, de 19 anos. Inclusive, eles estavam achando difícil o fato do PM ser da Paraíba. Eles já estavam procurando os familiares dele para proceder com a vingança", disse o delegado titular da 4ª Delegacia de Homicídios, Carlos Couto, responsável pelo caso.

Os suspeitos, identificados como Saulo Cesar de Oliveira, 24 e Willian Albuquerque de Lima, 20, que estava em regime semi-aberto há dois meses, foram presos menos de 24h depois do assalto, nessa terça-feira (4). A polícia acredita que outra pessoa tenha participado da ação criminosa. 

Segundo Carlos Couto, Willian e Marcos Klebson entraram no estabelecimento comercial, localizado as margens da BR-101, enquanto Saulo aguardava a ação do lado de fora. "Houve um assalto e os alvos deles eram aleatórios. Eles chegaram a roubar um aparelho de telefone de um cliente, mas se voltaram contra o PM, que não reagiu e pegaram a chave da moto dele", contou. "Em um segundo momento, outro bandido que chegou no restaurante percebeu um volume estranho na cintura do policial e ordenou que ele fosse revistado. Ele pegou a arma do policial e apontou para a cabeça de Robert", explicou. 

O PM, ao perceber que não tinha outra saída, entrou em uma luta corporal com os suspeitos e, mesmo atingido por dois disparos de arma de fogo, no estômago, por Marcos Klebson, conseguiu recuperar a arma e atirar contra o jovem. O assaltante não resistiu aos ferimentos e morreu no local, enquanto a vítima foi socorrida por populares. Ele está hospitalizado em um hospital particular do Recife e seu estado de saúde é estável.

Suspeitos negam, mas a polícia tem certeza

Apesar de Saulo e Willian negarem a autoria do assalto, a polícia informou que a participação e a conduta de ambos no assalto está bem definida. A moto de Saulo foi vista no local e ele foi responsável pela fuga, enquanto Willian era responsável por abordar os clientes. 

"Eles mostraram absoluto desprezo pela vida do policial, tanto que estavam procurando a família dele", informou Carlos Couto. Willian possui uma tatuagem de palhaço, que, na linguagem do crime significa pessoas que cometem crimes contra policiais. 

A dupla foi indiciada por tentativa de latrocínio e foram apresentados em audiência de custódia, onde foi decretada a prisão preventiva. Eles ainda são suspeitos de participar de um assalto a um posto de gasolina e de tráfico de drogas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias