FRAUDE

Mulheres são presas tentando sacar auxílio-reclusão em Garanhuns

Segundo a Polícia Federal, elas apresentaram documentação fraudada

JC Online
JC Online
Publicado em 12/06/2019 às 17:10
Notícia
Foto: Reprodução Polícia Federal
Segundo a Polícia Federal, elas apresentaram documentação fraudada - FOTO: Foto: Reprodução Polícia Federal
Leitura:

Duas mulheres foram presas enquanto tentavam sacar auxílio-reclusão com documentação fraudada, em Garanhuns, no Agreste do estado, na última terça-feira (11). Sabrina Ferreira de Araújo, 20, e Vanusa Maria dos Santos, 20, tentaram fazer o saque dos valores correspondentes ao benefício e receberam voz de prisão.

A Polícia Militar já estava na agência em que as mulheres foram tentar fazer o saque do auxílio-reclusão, correspondente ao valor retroativo de R$ 62.313,00 mil. Sabrina apresentou a documentação falsa durante o atendimento e ambas receberam voz de prisão em flagrante. Elas foram levadas para a Delegacia da Polícia Federal em Caruaru, também no Agreste pernambucano, e autuadas por tentativa de estelionato. Como o crime foi cometido contra uma entidade pública federal, no caso, o Instituto de Seguridade Social (INSS), a pena pode ser aumentada em um terço, variando de um ano a seis anos de reclusão.

Sabrina informou à Polícia que tem um filho menor de idade, fruto de um relacionamento com um homem que foi preso em novembro de 2018, alegando que o benefício seria para ele. Entretanto, segundo a Polícia Federal, toda a documentação foi forjada e, após o saque, o dinheiro seria depositado na conta de uma outra pessoa, que providenciou a documentação, para fazer a divisão dos valores entre todos os participantes do crime.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias