PRISÕES

Polícia prende suspeitos de matar veterinária em Igarassu

Os homens foram detidos em Araçoiaba, na RMR, e Lagoa do Carro, na Zona da Mata

JC Online
JC Online
Publicado em 03/08/2019 às 11:14
Notícia
Foto: Reprodução/Facebook
Os homens foram detidos em Araçoiaba, na RMR, e Lagoa do Carro, na Zona da Mata - FOTO: Foto: Reprodução/Facebook
Leitura:

A Polícia Militar (PM) prendeu, na madrugada deste sábado (3), um homem suspeito de participado do assassinato da veterinária Nathália Regina de Andrade, de 34 anos, morta dentro de um carro em Igarassu, na Região Metropolitana do Recife (RMR), na terça-feira (30). O suspeito estava escondido em uma pousada na cidade Araçoiaba, também na RMR.

Nessa sexta-feira (2), a PM já havia conseguido deter outros dois suspeitos, no município de Lagoa do Carro, na Zona da Mata de Pernambuco.

Segundo a PM, os policiais chegaram ao suspeitos após prenderem um homem, em Igarassu, cidade onde aconteceu o crime, na quinta-feira (1º). Ele teria emprestado a arma usada no assassinato de Nathália. Com ele a PM encontrou munições e um pouco de maconha. Levado para a delegacia, o homem foi autuado por posse de munição de uso restrito e ainda terá investigada sua possível participação na morte da veterinária.

Questionado pelos policiais, o homem afirmou que a pessoa a quem havia emprestado a arma estaria em Carpina, também na Zona da Mata. Na cidade, os PMs detiveram a companheira do acusado de ter matado a médica. A mulher informou aos policiais que o suspeito  estava escondido na cidade de Lagoa do Carro. 

Chegando ao local, a PM se deparou com o suspeito pulando várias casas tentando fugir da polícia junto com um comparsa. Após várias buscas com apoio da Polícia Civil, os homens foram capturados. Com eles foram encontrados três celulares e cerca de 43 gramas de maconha.

Relembre o caso

Nathália Regina de Andrade, de 34 anos, foi baleada enquanto dirigia em Igarassu, Região Metropolitana do Recife (RMR), nessa terça-feira (30). As informações iniciais apontam que a vítima tentou fugir de um assalto em uma estrada de terra e acabou sendo baleada no pescoço.

Por volta das 7h50, a vítima seguia para uma granja com um companheiro de trabalho, quando foi abordada por dois homens. Eles anunciaram o assalto e mandaram a mulher descer. Em uma tentativa de fuga, a vítima foi atingida.

De acordo com a Polícia Civil, mesmo ferida, Nathália ainda conseguiu dirigir por alguns metros, mas foi interceptada pelos homens. O homem que estava no carro com a mulher foi ameaçado de morte e fugiu, se escondendo em meio a vegetação.

Carro capotado

O carro modelo Parati, que teria sido utilizado pelos criminosos, foi encontrado no quilômetro 32 da BR-101 pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Durante a fuga, eles teriam capotado o veículo. Dentro do veículo, foram encontrados documentos e uma bolsa que pertenceriam a vítima.

Enterro

O corpo da veterinária foi enterrado na tarde daa quarta-feira (31), Cemitério Parque das Flores, localizado no bairro de Tejipió, Zona Oeste do Recife, sob pedidos de justiça.

O pai da vítima, Roberto Magalhães, disse acreditar que o caso será elucidado pela Polícia Civil e que o crime não pode ser mais um nas estatísticas. "Perder uma filha de 34 anos, na flor da idade, imagina como está um pai. Imagine eu como estou", desabafou emocionado.

Roberto disse ainda não acreditar que a veterinária vinha sendo monitorada. "Eu acho que ela foi pega de surpresa", afirmou.

Local perigoso

Segundo Roberto Magalhães, a vítima já havia comentado que o local era perigoso. O dono do carro roubado, usado para abordar Nathália, disse para a equipe de reportagem da TV Jornal que estava levando a esposa ao colégio quando foi surpreendido pelos bandidos. "Mandaram eu parar, descer do carro, correr, abaixar a cabeça e não olhar para trás", explicou o homem, que pediu para não ser identificado.

Últimas notícias