VIOLÊNCIA

Mais um motorista de aplicativo é assassinado em Pernambuco

Segundo a polícia, a vítima foi morta por desconhecidos, na noite dessa segunda-feira (30)

Marcelo Aprigio
Marcelo Aprigio
Publicado em 31/12/2019 às 8:36
Notícia
Foto: Reprodução/Google Street View
Segundo a polícia, a vítima foi morta por desconhecidos, na noite dessa segunda-feira (30) - FOTO: Foto: Reprodução/Google Street View
Leitura:

Mais um motorista de aplicativo foi assassinado na noite dessa segunda-feira (30) na Estrada do Orfanato, no bairro da Guabiraba, Zona Norte do Recife. Segundo a Polícia Civil, Alisson Luiz da Silva, de 33 anos, foi morto por desconhecidos.

As investigações do crime serão feitas pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O corpo de Alisson foi levado para o Instituto de Medicina Legal (IML), no bairro de Santo Amaro, no centro expandido do Recife.

Com o crime contra Alisson, subiu para oito o número de motoristas de aplicativo assassinado no Estado, de acordo com a Associação de Motoristas de Aplicativo de Pernambuco (Amape).

Segundo o presidente do órgão, Tiago Silva, no início do mês houve uma reunião com a Secretaria de Defesa Social (SDS) para pedir ações de combate a crimes contra motoristas de aplicativo. Silva também afirmou estar preocupado com os crimes praticados contra os motoristas de aplicativos em Pernambuco.

JC tentou contato com a Uber e com a 99. As empresas estão apurando o vínculo da vítima com suas respectivas plataformas.

Leia íntegra da nota da Polícia Civil:

"A Polícia Civil informa que na noite de ontem (segunda, 30), na Estrada do Orfanato no Bairro da Guabiraba, a pessoa de Alisson Luiz da Silva, 33 anos, foi vítima de homicídio por disparos de arma de fogo. Segundo investigações iniciais a mesma era usuária de drogas e tinha atividade laboral de motorista de aplicativo. Um inquérito policial foi instaurado para apurar as circunstâncias, a autoria e a motivação do crime."

Outros casos

Na última sexta-feira (27), a polícia encontrou o corpo do motorista de aplicativo Rômulo Vítor Moreira, 24 anos, que estava desaparecido desde a quarta-feira (25), em São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife (RMR). De acordo com a Polícia Civil, o corpo da vítima estava nas proximidades da Arena de Pernambuco.

Na quinta-feira (26), a polícia havia encontrado o carro de Rômulo na Estrada da Granja, em Camaragibe, também na RMR, onde de acordo família, o veículo foi desligado por volta das 22h24, o que pôde ser constatado pelo rastreador do automóvel. Segundo os policiais, o carro foi encontrado carbonizado.

No começo de janeiro de 2019, o motorista de aplicativo Felipe Araújo de Miranda, de 31 anos, foi assassinado dentro do carro em que trabalhava. O crime aconteceu na Avenida Salgueiro, no Alto São Miguel, em Abreu e Lima, na RMR. De acordo com a polícia, Felipe foi acionado para uma corrida e, quando chegou ao local, foi surpreendido por vários disparos, efetuados por dois homens. A polícia acredita que ele foi vítima de uma emboscada.

Em outubro de 2019, outro motorista de aplicativo morreu após ser esfaqueado dentro do próprio carro no bairro da Torre, Zona Oeste do Recife. O crime aconteceu no último sábado (12) e, de acordo com testemunhas, o homem ainda chegou a descer do veículo com a arma branca cravada no abdômen. A vítima foi identificada como Cleiton Lopes Monteiro, de 38 anos. Ele foi socorrido por moradores para o Hospital Getúlio Vargas, localizado no bairro do Cordeiro, também na Zona Oeste do Recife, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Em 13 de novembro de 2019, um motorista de aplicativo foi encontrado morto no bairro da Várzea, Zona Oeste do Recife. De acordo com a Polícia Civil, o crime aconteceu durante a madrugada daquele dia na Rua General Polidoro. A vítima foi identificada como Eronides Albuquerque da Silva, de 39 anos. Ele foi morto a tiros.

Protestos

Um dia após o homicídio em novembro, motoristas de aplicativo realizaram uma manifestação no Grande Recife. Eles se concentraram em frente ao Classic Hall, no bairro de Salgadinho, em Olinda, para pedir mais segurança depois que mortes de motoristas foram registradas no Grande Recife. Os manifestantes saíram e seguiram pela Avenida Governador Agamenon Magalhães, em direção ao Palácio do Campo das Princesas, no bairro de Santo Antônio, na área Central do Recife, onde se reuniram com representantes do Governo Estado, para entregar a pauta de reivindicações.

Em janeiro de 2019, os condutores já haviam realizado uma manifestação semelhante. Na ocasião, eles saíram em carreata com destino à sede do Governo de Pernambuco, para protestar contra mais de 40 assaltos aos condutores e 4 mortes no mês de janeiro.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias