Acidente

Mulher morre após ser arrastada por ônibus em São Lourenço da Mata

O acidente ocorreu na noite dessa segunda (17)

Douglas Lima
Douglas Lima
Publicado em 18/02/2020 às 16:15
Notícia
Foto: Reprodução/Facebook
O acidente ocorreu na noite dessa segunda (17) - Foto: Reprodução/Facebook
Leitura:

Atualizada às 18h06 de 19 de fevereiro de 2020

Uma mulher que voltava do trabalho, na noite dessa segunda-feira (17), na cidade de São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife (RMR), teria morrido após ficar com a bolsa presa na porta de um ônibus da linha Tiúma-Camaragibe, logo após ter descido do veículo. A supervisora de marketing, Márcia Alves dos Santos, que tinha de 32 anos, foi arrastada na Vila do Reinado, próximo à subestação da Celpe.

>> Carro capota na Agamenon Magalhães, no Recife

>> Saiba quem são os feridos já identificados no acidente do metrô do Recife

>> Homem tem perna esmagada e morre após ser atropelado por ônibus no Recife

Segundo familiares, a fatalidade ocorreu por volta das 23h30. Edmílson Santos, irmão da vítima, afirmou que quando chegou ao local encontrou ela “toda ralada” e disse acreditar que a irmã estava só dentro do ônibus. “Acho que o motorista não viu, se tivesse alguém dentro do ônibus, teriam visto”, declarou.

A Diretoria do Sindicato dos Rodoviários do Recife e Região Metropolitana divulgou na tarde desta quarta-feira (19), uma nota onde lamenta o ocorrido e presta condolências aos familiares. O Sindicato destacou "o motorista, que dirigia o ônibus já vazio e sem a presença do cobrador, já que a linha opera com a dupla função, não percebeu que Márcia estava presa".  

Confira a íntegra da nota

"Recebemos com tristeza a notícia de que, nesta segunda-feira, 17 de Fevereiro, Márcia Alves dos Santos, uma Supervisora de Marketing de 32 anos, foi arrastada por um ônibus da linha Tiúma-Camaragibe (Mobibrasil) e faleceu.

Após ter desembarcado, a passageira ficou com a mochila presa na porta do coletivo. O motorista, que dirigia o ônibus já vazio e sem a presença do cobrador, já que a linha opera com a dupla função, não percebeu que Márcia estava presa. Em entrevista, Edmílson
Santos, irmão de Márcia, disse que "se tivesse alguém dentro do ônibus, teriam visto".

Nós, do Sindicato dos Rodoviários do Recife e Região Metropolitana, lamentamos o ocorrido e prestamos condolências aos familiares. Temos denunciado ao Governo do Estado, ao Grande Recife e às empresas do setor que a retirada dos cobradores põem em risco não
só os rodoviários, mas a vida de toda a população.

A presença do cobrador é fundamental, como sempre dizemos, e não só para cobrar as passagens. O cobrador ajuda o motorista no embarque e desembarque, nas manobras, auxilia os passageiros com informações sobre o trajeto, faz o embarque e desembarque dos passageiros
com necessidades especiais.

Transportar vidas não é uma tarefa qualquer. Não é possível que a ganância fique à frente das vidas humanas. O poder público precisa agir e evitar que novas mortes aconteçam.

Diretoria do Sindicato dos Rodoviários do Recife e RMR"

Respostas

Em contato com a Urbana-PE, o órgão afirmou que já contactou a empresa responsável e que uma pericia deve ser feita no veículo.  

Já a Polícia Civil do Estado de Pernambuco informou que está investigando o acidente e que a mulher veio a óbito ainda no local.

Família pede por justiça

De acordo com Edmílson Santos, a Urbana-PE não está prestando nenhuma assistência à família e o sentimento que predomina é tristeza e raiva. O corpo de Márcia Alves dos Santos foi sepultado nessa terça-feira (18) no Cemitério de São Lourenço da Mata. O irmão da vítima disse ainda que a empresa de ônibus informou à polícia que iria prestar os esclarecimentos ainda nesta quarta-feira (19). 

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias